Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Sobrevivente de tsunami na Indonésia vai jogar no Sporting

<p>Jovem foi encontrado em 2004 com fome, sede e usando uma camisa da seleção portuguesa</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 18h31 - Publicado em 3 jul 2015, 11h11

Um sobrevivente do tsunami na Indonésia, encontrado perdido e desidratado numa praia de Banda Aceh, na ilha indonésia de Sumatra, quase três semanas depois de sua casa ser destruída na tragédia de 2004, se juntou à equipe sub-19 do Sporting de Lisboa, segundo anunciou o clube nesta quinta-feira. Martunis, no momento do resgate, usava a camisa 10 do meia da seleção portuguesa, Rui Costa, e sobreviveu por quase três semanas à base de macarrão seco e bebendo água de poças antes de ser resgatado e reencontrar o pai e o avô.

Leia também:

Luiz Adriano deixa Ucrânia e acerta com o Milan

Bayern de Munique contrata Douglas Costa por R$ 103 milhões

Continua após a publicidade

Paulinho troca Inglaterra por time de Felipão na China

Continua após a publicidade

Liverpool contrata Roberto Firmino por R$ 140 milhõe

O garoto Martunis, hoje com 17 anos, virou um símbolo da sobrevivência da tragédia que matou mais de 230.000 pessoas no sudeste asiático e viajou a convite da Federação de Portugal para conhecer os jogadores da seleção antes de uma partida contra a Eslováquia, em 2005. A seleção também ajudou a financiar a reconstrução de sua casa com uma doação de 40.000 euros (cerca de 138.000 reais).

O atacante da seleção de Portugal Cristiano Ronaldo, que começou a carreira no Sporting, viajou à Indonésia para conhecer Martunis e, segundo a imprensa portuguesa, financiou a educação do jovem. “Estou muito contente de estar no Sporting, que realizou o meu sonho. Agradeço muito a oportunidade”, disse Martunis, conhecido somente pelo primeiro nome, que jogava numa equipe amadora na Indonésia.

“Martunis vai estar na academia, vai trabalhar conosco”, disse o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho. “Vamos trabalhar com ele também no seu desenvolvimento enquanto ser humano e homem.”

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade