Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Simone Biles volta a competir e é bronze na trave em Tóquio

Maior estrela dos Jogos Olímpicos deixa o Japão com uma prata e um bronze; ouro fica com a China e a brasileira Flávia Saraiva termina em sétimo

Por Da Redação Atualizado em 3 ago 2021, 10h04 - Publicado em 3 ago 2021, 07h11

A ginasta americana Simone Biles retornou aos Jogos de Tóquio após abrir mão de quatro provas para priorizar sua saúde mental e se despediu da competição com mais uma medalha, de bronze, no exercício de trave na manhã desta terça-feira, 3.  O topo do pódio foi da China, com o ouro de Chenchen Guan e a prata de Xijing Tang. A brasileira Flávia Saraiva ficou em sétimo.

LEIA TAMBÉM: De carne e osso: Olimpíada escancara desordens mentais que afetam atletas 

Biles, seis vezes medalhista olímpica, se retirou das competições durante as finais por equipes na terça-feira e também ficou das finais do salto, das barras assimétricas e do solo. A atleta de 24 anos disse nas redes sociais que estava lidando com a súbita incapacidade de se sentir confortável enquanto gira no ar e que seu corpo e mente não estavam em sintonia.

Ela, no entanto, voltará aos Estados Unidos com mais duas medalhas e com um sorriso registrado no pódio. Apesar de um leve desequilíbrio no início, Biles cravou sua descida, sob aplausos efusivos das delegações presentes e cravou a nota de 14,000.

Continua após a publicidade

Chenchen Guan e Tang Xijing, que já eram as favoritas, confirmaram a condição com notas 14,633 e 14.233, respectivamente. A brasileira Flavinha Saraiva foi a sétima a se apresentar e, com ao menos três desequilíbrios e , ficou longe da disputa por pódio com 13,133 de nota.

Continua após a publicidade

Publicidade