Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Simone Biles prioriza saúde mental e desiste de disputar final individual

"Apoiamos de todo o coração a decisão de Simone e aplaudimos sua bravura em priorizar seu bem-estar", informou a federação americana de ginástica

Por Da Redação Atualizado em 28 jul 2021, 10h32 - Publicado em 28 jul 2021, 03h42

Simone Biles, a espetacular ginasta americana e principal estrela dos Olimpíada de Tóquio, decidiu não disputar a final individual da modalidade na qual defenderia o título. A decisão foi anunciada na madrugada desta quarta-feira, 28, pela federação americana de ginástica, que apoiou sua decisão de “priorizar seu bem-estar”. Na véspera, Biles, de 24 anos, admitiu estar lutando para manter sua saúde mental.

“Após uma avaliação médica adicional, Simone Biles retirou-se da competição individual geral final. Apoiamos de todo o coração a decisão de Simone e aplaudimos sua bravura em priorizar seu bem-estar. Sua coragem mostra, mais uma vez, por que ela é um modelo para tantos.”

Continua após a publicidade

Na terça-feira, Biles foi retirada do time dos Estados Unidos durante a final por equipes de ginástica por “razões médicas”, segundo a federação. Mais tarde, a atleta conversou com jornalistas . “Depois da apresentação que fiz, eu simplesmente não queria continuar”, disse Biles, tentando conter as lágrimas, segundo a agência Reuters. 

  • “Quando estou competindo, sou só eu e a minha cabeça, lidando com demônios”, disse Biles. “Tenho de fazer o que é certo para mim e me concentrar na minha saúde mental e não prejudicar minha saúde e meu bem-estar”, admitindo que a pressão por ser a principal protagonista do evento vem lhe afetando.

    Recentemente, outra atração dos Jogos, a tenista Naomi Osaka, liderou uma campanha de apoio à saúde mental dos atletas de elite. A japonesa foi surpreendentemente eliminada da chave de tênis nesta madrugada, cinco dias depois de acender a pira olímpica em Tóquio.

    LEIA TAMBÉM: Rebeca Andrade: quente e fervendo

    A ginasta conquistou quatro ouros e um bronze na Rio 2016, Ela ainda poderia disputar as cinco finais individuais restantes na Olimpíada. Mesmo com falhas nas fases classificatórias, garantiu vaga em todas. Ela se classificou para a final do individual geral com a melhor nota, seguida pela brasileira Rebeca Andrade.

    Continua após a publicidade
    Publicidade