Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Silas é demitido do Al Arabi e lamenta interrupção de seu trabalho

Por Da Redação - 3 jan 2012, 11h34

A diretoria do Al Arabi, do Catar, optou pela demissão do técnico brasileiro Silas, na última segunda-feira. O treinador chegou a conquistar um título já na primeira competição que disputou, mas sofreu com as lesões que os principais atletas da equipe sofreram e acabou sucumbindo aos resultados ruins.

Visivelmente chateado com a decisão tomada pelo clube do Oriente Médio, Silas lamentou a demissão, apontando metas individuais e coletivas que foram conquistadas durante o seu trabalho no Al Arabi. O treinador comandou o time em 22 partidas, com nove vitórias, nove empates e apenas quatro derrotas.

‘A gente lamenta pelo corte em um trabalho que estava sendo extremamente proveitoso e demonstrando grandes progressos. Conquistamos um título logo que chegamos, além de feitos individuais importantes para os jogadores e para o clube’, destacou o técnico brasileiro, que também procurou exaltar sua primeira passagem pelo exterior.

‘Fiquei muito feliz com minha primeira experiência fora do Brasil como treinador e não saio com mágoa nenhuma, e sim, com a certeza de que fiz mais um bom trabalho. Pena que não pudemos dar sequência’, completou.

Publicidade

Silas começou sua carreira como treinador no Fortaleza e chamou a atenção dos grandes clubes brasileiros ao se destacar no Avaí. Contratado pelo Grêmio, não conseguiu repetir os bons resultados e acabou sendo contratado pelo Flamengo. Sem obter sucesso no Rio de Janeiro, voltou para o Leão e, após 23 jogos, acabou deixando o clube e aceitando a proposta do Al Arabi.

Publicidade