Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sharapova rejeita rivalidade com Azarenka e mira volta ao topo

As duas ocupam as primeiras colocações do ranking mundial e já decidiram três torneios apenas em 2012, entre eles o Aberto da Austrália, mas a russa Maria Sharapova rejeita qualquer tipo de rivalidade com a bielorrussa Victoria Azarenka. Ainda assim, ela projeta desbancar a adversária e retornar ao topo da lista da WTA.

‘Ela está jogando muito bem, com muita confiança no seu jogo e conseguindo bons resultados. Perdi dela na Austrália e em Indian Wells, mas consegui vencê-la em Stuttgart. Para chamar de rivalidade, teríamos que jogar mais partidas, mas está claro que esse é o tipo de jogo que os fãs gostam de ver’, disse Sharapova, quatro vitórias em nove jogos contra Azarenka..

A russa, número 1 do mundo em agosto de 2005, é a atual vice-líder da disputa e tem 740 pontos a menos que Azarenka. Sharapova não trata o retorno ao posto como uma ‘obsessão’, mas fala abertamente que essa é uma de suas metas para o futuro no circuito.

‘No ano passado, estive perto de conseguir, mas uma lesão no tornozelo me impediu de jogar alguns torneios importantes em que eu poderia ter somado os pontos necessários. Há muitas variáveis e o único que posso fazer é ganhar o maior número de jogos e torneios possíveis. Os resultados são refletidos no ranking’, declarou.

Para se recuperar de uma grave lesão no ombro, lesão sofrida em 2008 que quase provocou um final precoce de carreira, Sharapova precisou mudar alguns detalhes de seu jogo, mas conseguiu manter o alto nível. Derrotada nas finais de Wimbledon-2011 e do Aberto da Austrália-2012, ela sonha voltar a ganhar um torneio do Grand Slam.

‘Há muitos sonhos que ainda quero cumprir. O importante é que depois da minha cirurgia no ombro voltei a encontrar meu melhor nível. Houve um tempo em que duvidei que poderia fazê-lo. Agora, estou em uma boa posição e gostaria de aproveitá-la para alcançar grandes metas’, afirmou.

Além de retomar a liderança do ranking mundial e de voltar a ganhar um título de Grand Slam, Sharapova pensa na disputa dos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Como perdeu a edição de 2008 do evento por lesão, a russa fará sua estreia na competição na capital britânica.

‘Cresci na atmosfera russa, em que os Jogos Olímpicos são algo importantíssimo para toda a população. Sempre sonhei em disputar um evento dessa magnitude, não vejo a hora de começar. É incrível que em um mesmo lugar e em um mesmo espaço de tempo você possa conviver com tanta gente que vê apenas pela televisão’, declarou.