Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Sergio Pininfarina: designer da elegância automobilística

Por Da Redação 3 jul 2012, 20h33

Sergio Pininfarina, que morreu na noite desta segunda-feira, aos 85 anos, alcançou o ápice do design automobilístico mundial criando com estilo e elegância carrocerias para as maiores montadoras do planeta. Nasceu no dia 8 de setembro de 1926, em Turim, e sucedeu o pai, Giovanni Pininfarina, à frente da oficina que fundou em 1930, especializada em cupês chiques e rápidos para empresas como Alfa Romeo, Lancia e Hispano-Suiza, e, depois da guerra, para as americanas Dodge e General Motors.

À frente da empresa desde 1961, deu à marca Pininfarina o reconhecimento mundial, ao desenhar as linhas de dezenas de carros que se tornaram sucessos de vendas. Sempre na vanguarda no quesito aerodinâmica, dotou a empresa de ventiladores ultramodernos e ferramentas digitais em 1982.

Leia também:

Leia também: Alguns dos mais famosos modelos criados por Sergio Pininfarina

A oficina colaborou com todas as marcas de automóveis mundiais, principalmente as japonesas, como Honda e Mitsubishi, com a qual desenvolveu o conceito SUV (Sport Utility Vehicle). Com a francesa Peugeot, a colaboração se estendeu por meio século, já que a Pininfarina foi associada ao desenho dos modelos 403 e 404, dos sedãs 404 e 504, e dos conversíveis 205 e 306.

Continua após a publicidade

Sergio Pininfarina colaborou com a Ferrari a partir de 1952, e criou carros lendários, como a Ferrari Testarossa e os modelos Daytona, Dino e 308 GTB. Durante 42 anos, foi membro do conselho administrativo da marca.

Graduado em engenharia mecânica no renomado Politécnico de Turim, comandou por muitos anos a Ferrari, tornando-a sinônimo de elegância e estilo, combinando inovação tecnológica e beleza. Ao longo dos anos, o centro de design Pininfarina criou, segundo seu fundador, mais de mil modelos, dos quais 250 tiveram uma produção superior a 30 milhões de veículos.

O sucesso permitiu à empresa ser lançada em bolsa em 1986 e comprar o ex-centro de engenharia francês Matra em 2003. Mas a crise econômica se fez sentir no setor, e o grupo abandonou a atividade de produção de veículos para montadoras em outubro, mantendo as atividades de design, engenharia, pesquisa e desenvolvimento, principalmente no setor de veículos elétricos.

Membro do partido liberal italiano, deputado europeu entre 1979 e 1984, e presidente da Confindustria entre 1988 e 1992, Sergio Pininfarina foi nomeado senador vitalício em 2005.

O empresário teve três filhos. Andrea, que o substituiu no comando da empresa em 2002, morreu em um acidente de trânsito no dia 7 de agosto de 2008, aos 51 anos.

“A Itália perde um de seus embaixadores de maior prestígio”, disse Harald Wester, dono da Maserati, enquanto o prefeito de Roma, Gianni Alemanno, lamentou a morte de “um gênio do ‘Made in Italy'”.

Continua após a publicidade
Publicidade