Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Serena Williams e Radwanska na final de Wimbledon

Por Glyn Kirk
5 jul 2012, 17h41

A tenista americana Serena Williams, tetracampeã em Wimbledon, se classificou nesta quinta-feira para a final do Grand Slam britânico, na qual enfrentará a polonesa Agnieszka Radwanska.

Williams, sexta cabeça de chave, superou em dois sets a bielorrussa Victoria Azarenka, número dois do mundo, com parciais de 6-3 e 7-6 (8/6), enquanto Radwanska (N.3) derrotou a alemã Angelique Kerber (N.8) por 6-3 e 6-4.

Aos 30 anos, americana disputará sua sétima final na grama londrina, onde foi campeã em 2002, 2003, 2009, 2010 e a 19ª em Grand Slams, categoria de torneios na qual soma 13 títulos, com cinco triunfos no Aberto da Austrália, três no US Open e um em Roland-Garros.

A caçula das irmãs Williams superou Azarenka graças a uma grande atuação no saque, com nada menos de 24 aces, estabelecendo um novo recorde em Wimbledon neste quesito.

“Trabalhei duro, realmente queria muito esta vitória. Victoria é uma grande tenista e ela fez uma boa partida”, declarou a americana.

Continua após a publicidade

Por mais que Radwanska seja a número 3 do mundo, Williams (N.6) será a favorita da final, que será disputada neste sábado.

Se vencer, a polonesa assumirá a liderança do ranking da WTA, desbancando a musa russa Maria Sharapova campeã de Roland-Garros no início de junho, eliminada nas oitavas de final pela alemã Sabine Lisicki.

Em caso de vitória da americana, Azarenka voltará a ser a número um do mundo, posição que chegou a ocupar no início do ano após ter conquistado o Aberto da Austrália.

“Radwanska joga muito bem, ela vai devolver todas as bolas”, avisou Serena, que sabe que terá que batalhar para chegar ao pentacampeonato.

Continua após a publicidade

Aos 23 anos, a polonesa disputará neste sábado sua primeira final num Grand Slam, mas já levantou um troféu em Wimbledon por ter vencido o torneio juvenil em 2005.

Nesta quinta-feira, ela derrotou sem problemas a alemã Kerber ao impor seu jogo com muita qualidade técnica e uma grande variedade de golpes.

Radwanska cometeu apenas seis erros não forçados durante os 72 minutos de partida, contra 14 da sua adversária.

“Joguei muito bem. Nós estávamos um pouco nervosas, mas depois de alguns games consegui relaxar e ficar concentrada em cada ponto. Sonho com este momento desde criança, estou vivendo o melhor momento da minha carreira”, explicou a polonesa ao deixar a quadra central.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.