Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sensação da NBA, novato Doncic fica fora do Jogo das Estrelas

Apesar de ter sido o terceiro mais votado pelo público e de brilhar pelo Dallas Mavericks, esloveno de 19 anos foi rejeitado por atletas e treinadores

O esloveno Luka Doncic, do Dallas Mavericks, é a maior revelação desta temporada da NBA. O ala-armador de 19 anos foi o terceiro jogador mais votado para ser titular no jogo das estrelas (All Star Game) da liga, que reúne os melhores atletas das conferências leste e oeste. No entanto, para surpresa e revolta de seus fãs, devido ao controverso sistema da eleição, acabou ficando fora até da lista de reservas para o evento, que acontece no dia 17, em Charlotte.

Com carisma e habilidade fora do comum, Doncic recebeu pouco mais de 4,2 milhões de votos de fãs, jogadores e treinadores (a maior parte vinda dos torcedores pela internet), e ficou atrás apenas de LeBron James (4,6 milhões de votos), do Los Angeles Lakers, e Giannis Antetokounmpo (4,3 milhões), do Milwaukee Bucks, os capitães dos times do All Star Game. Ou seja, Doncic teve mais votos que estrelas como Stephen Curry e James Harden e, por muito pouco, não rivalizou com LeBron como o grande protagonista da festa.

No entanto, de acordo com os critérios da NBA, a votação dos fãs representava apenas 50% dos votos necessários para a escolha dos titulares. E, devido à outra metade, formada pelo voto dos treinadores e atletas que o preteriram, ele não foi convocado na “primeira chamada”.

Ele ainda teria outra chance, na lista dos reservas, votada apenas entre treinadores, mas nesta quinta-feira, 31, foi anunciado que Doncic perdeu a vaga para o ala-pivô Karl Anthony-Towns, do Minnesota Timberwolves, em decisão bastante contestada nas redes sociais.

A seleção para a partida festiva colocaria o esloveno na lista cada vez mais rara de novatos eleitos para o Jogo das Estrelas. – nos últimos 20 anos, apenas o chinês Yao Ming – que chegou à NBA aos 22 anos – e o americano Blake Griffin conseguiram o feito como calouros.

Passagem no Real Madrid

Luka Doncic comemora o título da liga espanhola de basquete pelo Real Madrid em 2018

Luka Doncic comemora o título da liga espanhola de basquete pelo Real Madrid em 2018 (Peter Sabok/NurPhoto/Coolmedia/Getty Images)

Doncic nasceu em Liubliana, capital da Eslovênia, mas se mudou para a Espanha em 2012, com 13 anos, para jogar no Real Madrid. Sucesso nas categorias de base, o ala-armador estreou no time profissional do clube aos 16 anos, em 2015, se tornando o mais jovem a estrear pelo clube espanhol.

A aposta do Real no jovem atleta deu certo. Doncic conquistou a liga espanhola nas temporadas 2014/15, 2015/16 e 2017/18. Além do título espanhol em 2018, o esloveno também foi campeão da Euroliga, considerada a segunda mais forte do mundo, atrás apenas da NBA. De quebra, ele foi eleito o jogador mais valioso (MVP) do Campeonato Espanhol e da Euroliga aos 17 anos, o mais jovem a conseguir o feito.

O destaque na Europa fez com que sua ida para a NBA fosse inevitável. O ala era cogitado para ser a primeira escolha no Draft da liga americana, mas o Phoenix Suns preferiu o pivô Deandre Ayton e o Sacramento Kings escolheu o ala-pivô Marvin Bagley em 2º. O Atlanta Hawks, com a terceira escolha, trocou de posição com o Dallas, que tinha a quinta. O acordo fez com que Luka fosse para o time texano, enquanto os Hawks ficaram com o armador Trae Young.

Doncic precisou de poucos jogos para encantar os torcedores dos Mavericks, assim como os demais fãs de basquete, que o colocaram na frente de grandes jogadores, como Stephen Curry e James Harden, na votação para o All Star Game. O esloveno recebeu o apelido de “Luka Magic” e eclipsou os outros novatos, surpreendendo treinadores e até mesmo as estrelas da liga com seu poder de decisão e jogadas de habilidade, como seu letal stepback, quando dá um passo para trás, em meio ao drible, e arremessa para três pontos.

“Ele é muito talentoso. Tem um QI muito alto. Tem muita confiança no jogo dele, ele joga com muito estilo. Óbvio que é um calouro, mas ele já achou um jeito de impor sua vontade na maioria dos jogos”, disse Stephen Curry, em coletiva do Golden State Warriors após um jogo contra o Dallas. Draymond Green, também dos Warriors cravou: “Ele vai ser um problema”.

O sucessor de Dirk Nowitzki

Dirk Nowitzki e Luka Doncic em ação pelo Dallas Mavericks

Dirk Nowitzki e Luka Doncic em ação pelo Dallas Mavericks (Tom Pennington/Getty Images)

A chegada de Doncic ao Dallas Mavericks veio em um momento curioso: a última temporada de Dirk Nowitzki. O alemão é um dos melhores jogadores que já passaram pela NBA e é considerado o melhor estrangeiro que já atuou em solo americano. O ala-pivô é o 7º maior cestinha da história da liga, com 31,239 pontos, e tem um anel de campeão da NBA conquistado em 2011, quando era zebra com o Dallas frente a um Miami Heat repleto de estrelas, como Chris Bosh, Dwyane Wade e LeBron James.

Ídolo máximo nos Mavericks, Dirk tem feito o trabalho de mentor para Luka Doncic, que cria expectativas de ser o sucessor do alemão no posto de melhor estrangeiro da liga e ídolo dos Mavericks também.

 

Doncic já tem números que o credenciam a ser candidato ao posto de melhor novato dos últimos anos 20 anos. Ele tem 20,4 pontos, 6,9 rebotes e 5,4 assistências de média. Se o esloveno conseguir manter no mínimo 20/5/5 até o final da temporada, ele se juntará a Michael Jordan, Oscar Robertson, LeBron James e Tyreke Evans como os únicos primeiranistas a terminar a temporada com estes números.

Em comparação à temporada de estreia de LeBron James, os números são bem parecidos. O ex-jogador do Cleveland Cavaliers terminou o ano de 2003 com 20,9 pontos, 2,9 rebotes e 5,5 assistências por jogo. A diferença é que Doncic é mais letal ofensivamente. O esloveno tem 43% de aproveitamento nos chutes, enquanto James tinha 41,7%. A diferença não é tão grande, mas é preciso considerar que Luka, em 49 jogos, já chutou 330 bolas de três pontos, convertendo 116, números bem superiores aos de LeBron, que terminou 2003 com 217 chutes de três, convertendo apenas 63.

Quando o assunto é bolas de três, Doncic é especialista. Ele se tornou o segundo mais rápido a chegar a 100 arremessos de 3 convertidos na NBA, precisando apenas de 42 jogos, um a mais que o finlandês Lauri Markkanen, do Chicago Bulls. Luka também foi o segundo mais novo a anotar um triplo duplo. Ele marcou 18 pontos, 11 rebotes e 10 assistências quando tinha 19 anos e 327 dias de idade, apenas dez dias a mais que Markelle Fultz, do Philadelphia 76ers, que realizou o feito no ano passado. O atleta dos Mavs também se tornou o primeiro adolescente a fazer um triplo duplo de pelo menos 30 pontos. No último dia 28, ele alcançou incríveis 35 pontos, 12 rebotes e 10 assistências contra o Toronto Raptors.

Doncic estará em Charlotte no final de semana das estrelas, mas para participar apenas do jogo das futuras estrelas, na sexta-feira, 15 de fevereiro, pelo time Mundo, treinado por Dirk Nowitzki. No sábado, ele entrará em quadra na disputa do torneio de habilidades.

Confira as melhores jogadas de Luka Doncic na NBA