Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Senado decide enviar depoimento de Jennings contra Teixeira à presidência

Os integrantes da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado querem que a presidente Dilma Rousseff tome conhecimento do depoimento do inglês Andrew Jennings sobre os supostos subornos que envolvem o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira. Nesta quarta-feira, o jornalista reiterou que o dirigente está envolvido em irregularidades.

‘Eu me sinto honrado em saber que a presidente Dilma possa ver isso’, comemorou Jennings. ‘Ficarei no Brasil até sexta de manhã e estou à disposição das investigações’, emendou.

O pedido para que o depoimento chegue às mãos da Presidência da República foi do senador Pedro Simon (PMDB-RS). Jennings apresentou ao Senado uma lista da extinta empresa ISL em que nomes como Ricardo Teixeira e até João Havelange (ex-presidente da Fifa) receberam suborno.

‘Eu sempre me apoio em fatos e documentos, temos documentos claros, temos evidências do pagamento de US$ 9,5 milhões para o Ricardo Teixeira. Em relação ao Havelange, há o registro do pagamento de cerca de US$ 1 milhão’, disse Andrew Jennings, que preservou, porém, a identidade da fonte que lhe concedeu toda a documentação na Suíça.

No total, a ISL gastou ao redor de US$ 100 milhões em propinas, segundo a versão do jornalista inglês. Com esses pagamentos, a empresa teria a preferência no controle dos direitos de transmissão e dos contratos de patrocínio das Copas do Mundo.

Para Jennings, o governo brasileiro deveria evitar qualquer tipo de aproximação com representantes da Fifa e da CBF, apesar de todas as responsabilidades do país na organização do Mundial de 2014.