Clique e assine com até 92% de desconto

Sem Villas-Boas, mas com Hulk, Porto busca manter sequência vitoriosa

Por Da Redação 6 ago 2011, 22h53

Após uma temporada recheada de conquistas, o Porto encara o Vitória de Guimarães neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no Estádio Municipal de Aveiro, próximo de Lisboa, na decisão da Supertaça de Portugal. O confronto é tradicionalmente disputado entre o campeão português e o ganhador da Taça de Portugal. Porém, desta vez, como o Porto venceu os dois campeonatos, vai decidir com o vice da Taça de Portugal, o Guimarães.

‘Cheguei na hora certa ao clube certo e com as pessoas certas. Está tudo reunido para mais uma temporada de sucesso. E não tenho dúvidas de que será’, afirmou o comandante, que não deverá fazer mistério na equipe que atuará no domingo.

Entre os 11 que começam no domingo, três brasileiros: o goleiro Helton, além dos atacantes Kléber e Hulk. O último foi um dos grandes destaques da equipe na temporada passada, juntamente com o Falcao García, tendo marcado 40 gols em 59 jogos. Agora, o atacante espera manter o bom momento que o credenciou a convocações para a seleção brasileira.

‘O objetivo esse ano é continuar com a mesma média, sempre fazendo gols. Até porque atacante vive de gols e eu para poder ter oportunidades, principalmente na seleção, tenho que estar bem no clube. Essa pré-temporada foi boa e vou procurar manter essa sequência de jogos e de gols para poder ter novas chances na seleção’, cravou o atacante, que não espera facilidades no domingo.’Vai ser uma grande final, em que não podemos facilitar, até porque é só um jogo e um erro pode ser grave. É procurar estar concentrado para poder ganhar novamente esse título. Eu que já ganhei dois títulos de Supertaça com o Porto e quero ganhar o terceiro agora’, completou Hulk, que, em quatro anos no clube, já obteve oito conquistas.

Pelo Vitória de Guimarães, a equipe se apega na sua única conquista da Supertaça, em 1988, em que bateu exatamente o Porto, rival do domingo. Segundo o técnico, Manuel Machado, após jogos equilibrados na temporada passada, sua equipe tem chances de desbancar o atual campeão português.

‘Na temporada passada, disputamos três jogos de muito equilíbrio. A final da Taça de Portugal [o Porto venceu por 6 a 2] foi um jogo particular, equilibramos muito bem as coisas, exceto no mais importante, que é a finalização. Encaro este encontro com o Porto com a mesma confiança de antes. Tenho a ambição de conquistar a Supertaça’, cravou o comandante.

Caso o confronto deste domingo termine empatado, acontecerá uma prorrogação. Persistindo a igualdade, o campeão será conhecido nas cobranças de pênaltis.

Continua após a publicidade
Publicidade