Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Sem técnico, Bahia joga no Rio com muitos desfalques

Por Da Redação 4 set 2011, 08h48

Por Eliana Lima

Salvador – Com apenas 21 pontos em 20 jogos realizados no Campeonato Brasileiro, o Bahia tem neste domingo, contra o Flamengo, no Engenhão, um jogo de vida ou morte. Nem o empate poderá salvar o clube tricolor baiano de terminar a 21.ª rodada na zona de rebaixamento. O time está na 16.ª colocação, a apenas um ponto da chamada zona da degola.

Sem técnico, após a demissão de René Simões, confirmada na última sexta-feira, o Bahia corre atrás de um comandante o mais rápido possível. A situação do antigo treinador ficou insustentável após o empate sem gols com o lanterna América-MG, em Salvador. Um dos nomes cotados é o de Joel Santana, sonho antigo do clube tricolor, mas nomes como o de Renato Gaúcho não são descartados.

Neste domingo, o Bahia terá o comando do auxiliar técnico Eduardo Barroca, que já tem problemas sérios pela frente com as ausências de Marcone e Marcos, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, além do goleiro Marcelo Lomba, que, por questões contratuais, não pode enfrentar o Flamengo. Além disso, o lateral-esquerdo Ávine está contundido e ainda não teve um substituto definido.

Continua após a publicidade
Publicidade