Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Sem ritmo de jogo, Luis Fabiano deve voltar ao banco

Muricy Ramalho não sabe se usará o jogador no sábado, contra a Portuguesa

Por Da Redação - 31 out 2013, 07h42

Mal voltou ao time titular após seis jogos, Luis Fabiano já deve ficar fora outra vez no São Paulo. Segundo o técnico Muricy Ramalho, o atacante não está em boas condições físicas e deverá ser poupado no final de semana (contra a Portuguesa, pelo Campeonato Brasileiro) para jogar na próxima quarta-feira (contra o Atlético Nacional, pela Copa Sul-Americana).

Leia também:

Antonio Carlos faz dois e São Paulo bate o Atlético Nacional

São Paulo perde quatro mandos de campo por briga de torcida

Publicidade

Na quarta-feira, Luis Fabiano fez dupla com Aloísio e deixou Ademilson no banco até os 30 minutos do segundo tempo. Apesar de a torcida não aprovar a atuação do ex-atacante da seleção brasileira, Muricy Ramalho acredita que seu desempenho ficou dentro do esperado. “É natural, ele vinha de algum tempo sem jogar e sentiu um pouco o ritmo. Fizemos um primeiro tempo muito bom, e o jogador sente. O Luis Fabiano é atleta de seleção brasileira, de Copa do Mundo, não pode nunca desistir de um jogador como ele”.

O São Paulo por pouco não tropeçou em casa na noite desta quarta-feira, em sua caminhada para defender o título da Copa Sul-Americana e salvar a temporada com a taça que garante vaga na Copa Libertadores. O time tricolor deveu a vitória por 3 a 2 sobre os colombianos do Atlético Nacional, de Medellín, ao zagueiro Antonio Carlos, que marcou duas vezes de cabeça – a última, no último minuto do tempo regulamentar. Agora, a equipe pode empatar a partida de volta, quarta-feira que vem na Colômbia, para passar às semifinais do torneio continental.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook Siga VEJA Esporte no Twitter

A preparação para a partida contra a Portuguesa começa na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda. A partir de domingo, a preocupação volta a ser o Nacional. Na próxima quarta-feira, um empate em Medellín basta para levar o São Paulo à semifinal da Sul-Americana.

Publicidade

(Com agência Gazeta Press)

Publicidade