Clique e assine com até 92% de desconto

Sem Neymar, Santos tenta espantar a má fase contra o Ceará

Por Da Redação 6 ago 2011, 22h58

Sem poder contar com a sua principal estrela, o atacante Neymar, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Santos tenta dar fim a má fase que atravessa no Campeonato Brasileiro diante do Ceará, neste domingo, às 16 horas (horário de Brasília), no Pacaembu.

Com três derrotas consecutivas no Brasileirão (para Flamengo, Atlético-PR e Vasco), o Peixe quer sair da incômoda 18colocação, com 11 pontos ganhos, e voltar a vencer para deixar a zona de rebaixamento do torneio – os santistas possuem três jogos a menos em relação a maior parte dos seus rivais.

‘Está faltando algo a mais durante as partidas. Estamos trabalhando forte para voltar a vencer logo. Não podemos mais deixar o tempo passar porque o Brasileiro está andando e não estamos somando pontos importantes’, disse o volante Arouca, preocupado com a situação da equipe na competição.

Mas para esse compromisso Arouca terá a sua tarefa na marcação ao adversário facilitada. Isto porque, os volantes Adriano e Henrique estão à disposição do técnico Muricy Ramalho, após se recuperarem de lesões. O primeiro estava fora em virtude de uma lesão muscular na coxa esquerda desde a derrota para o Figueirense, no dia 29 de junho, em Florianópolis (SC), enquanto o segundo chegou do Cruzeiro, seu ex-clube, já com uma lesão no punho direito.

O treinador santista ainda não definiu qual dos dois irá jogar, porém, o mais provável é que Adriano forme a cabeça de área do time no lugar de Ibson. Enquanto isso, Muricy deverá deslocar o polivalente Pará da lateral direita para a esquerda, pois o veterano Léo, a exemplo de Neymar, recebeu o terceiro amarelo diante do Vasco e não joga neste domingo. Com isso, Leandro Silva provavelmente será escalado na ala direita, em sua primeira partida como titular desde que chegou ao clube.

Já na vaga da Joia alvinegra, Muricy Ramalho deverá dar uma nova chance a Diogo no ataque, formando dupla com o artilheiro Borges. Alan Kardec corre por fora na disputa, mas deve ser preterido pelo técnico e começar o duelo contra o Ceará como opção no banco de reservas.

Sobre o jogo, Muricy espera uma atuação melhor de sua equipe em relação à derrota para os vascaínos, além da retomada do caminho das vitórias. ‘Não podemos jogar como nas últimas partidas, especialmente contra o Vasco. Não fomos bem e temos procurado corrigir os problemas. Vamos trabalhar porque ainda há muita coisa a acontecer no campeonato. Temos jogadores de qualidade e um plantel com experiência suficiente para sair dessa situação’, analisou.

No Ceará, situado na parte intermediária na tabela de classificação da Série A do Brasileiro, a ordem é dar a volta por cima surpreendendo o Santos no Pacaembu. Na última rodada, o Vovô foi derrotado pelo Avaí, por 3 a 0, em casa.

E para esse confronto, o técnico Vagner Mancini não poderá contar com três titulares importantes no seu esquema tático: o zagueiro Diego Sacoman, o volante João Marcos e o lateral esquerdo Vicente.

O meio-campista, com um estiramento na coxa, foi vetado pelo departamento médico do clube. Já o defensor recebeu o terceiro cartão amarelo diante dos catarinenses e, assim como o ala esquerdo, que foi expulso na mesma partida, cumpre suspensão automática contra o Peixe.

Mancini confirmou Heleno como o substituto de João Marcos e Egídio no lugar de Vicente, só que fez mistério com relação a quem irá preencher a vaga de Sacoman. O mais provável é que o veterano Edmilson seja escalado no setor, com Rudnei ocupando a sua vaga no meio-campo.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA

SANTOS X CEARÁ

Local: Estádio Municipal do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 7 de agosto de 2011, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Fabrício Neves Correa (RS)

Assistentes: Julio Cesar Rodrigues Santos (CBF) e Luiz Muniz de Oliveira (RJ)

SANTOS: Rafael; Leandro Silva, Edu Dracena, Durval e Pará; Adriano (Henrique), Arouca, Elano e Paulo Henrique Ganso; Diogo (Alan Kardec) e Borges

Técnico: Muricy Ramalho

CEARÁ: Diego; Boiadeiro, Fabrício, Edmilson e Egídio; Rudnei, Michel, Heleno e Thiago Humberto; Osvaldo e Marcelo Nicácio

Técnico: Vagner Mancini

Continua após a publicidade
Publicidade