Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sem adversários, Anderson Silva planeja ano de shows

Campeão pretende investir na carreira de ator e só deve lutar no fim de 2013

Anderson Silva chega ao fim de 2012 em alta. Depois de vencer o falastrão Chael Sonnen e humilhar o veterano Stephan Bonnar dentro de um período de pouco mais de três meses, o Spider avisou que só deve voltar a lutar no fim de 2013. O brasileiro campeão dos médios está sem desafios em sua categoria e já prevê que o próximo ano será apenas de espetáculos – e não só dentro do octógono. Ele pretende investir na carreira de ator de cinema, rodando um filme ao lado do amigo Steven Seagal. Já no UFC, seu principal desafio deve ser uma superluta contra Georges Saint-Pierre, campeão meio-médio, talvez até em um estádio de futebol nos Estados Unidos ou Brasil. Enquanto Anderson Silva planeja um ano diferente para aproveitar a fama de melhor lutador de MMA de todos os tempos, seus adversários seguem marcando desafios importantes que podem definir quem será o próximo oponente do brasileiro num combate valendo o cinturão.

Leia também:

Leia também: Primeiro UFC de 2013 tenta achar um rival para Anderson

Além de rodar o filme ao lado de Steven Seagal, o brasileiro também está cuidando da inauguração da sua academia de muay thai em Los Angeles. O negócio abrirá as portas em breve. Ele afirma que está em uma zona de conforto e só gostaria de voltar a lutar dentro de um ano. É bom lembrar, porém, que da última vez que Anderson falou que passaria um tempo afastado das lutas, logo depois de vencer Chael Sonnen, acabou aceitando o desafio contra Bonnar poucos meses depois, para salvar o terceiro UFC Rio. Sem adversários entre os médios, Anderson Silva disse até achar normal que o UFC organize uma disputa de campeão interino em sua categoria, coisa que acontece quando o verdadeiro campeão está lesionado por um longo período. Leia também: Ele conseguiu – Sonnen enfrenta Jones pelo cinturão do UFC Hoje, o UFC tem quatro possíveis candidatos à disputa de um eventual título interino. Depois de insistir em pedir um confronto direto com Anderson Silva, o americano Chris Weidman enfrentará Alan Belcher no UFC 155, em 29 de dezembro, quando Júnior Cigano faz a luta principal contra Cain Velasquez. Outra luta que pode definir um candidato acontecerá no Brasil em 19 de janeiro: Vitor Belfort enfrenta o inglês Michael Bisping – que já até se antecipou e pediu para Dana White confirmar que sua luta valerá o cinturão interino dos médios. Com o tempo das “férias” de Anderson Silva, o UFC teria tempo para organizar uma luta entre os dois vencedores e definir quem seria o campeão temporário da categoria. Esse atleta seria o primeiro da fila para o momento em que Anderson finalmente decidisse voltar a travar uma luta valendo título. Leia também:

José Aldo enfrentará Frankie Edgar em fevereiro

Qual cidade do Brasil terá a próxima edição do UFC?

Viciado em trabalho, Dana White ‘foge’ de cirurgia