Clique e assine a partir de 8,90/mês

Seleções da Copa terão ‘lista de espera’ com 7 jogadores

Equipes precisam entregar lista com 30 atletas até 13 de maio. A relação final dos 23 inscritos no Mundial fica para 2 de junho. Felipão manterá o suspense

Por Da Redação - 19 fev 2014, 13h06

Até o início de junho, os suplentes estarão aptos a entrar no grupo da Copa – e não somente em caso de lesão, como já aconteceu no passado. Felipão poderá fazer uma troca inclusive por motivos técnicos, caso ache necessário

A ansiedade dos jogadores que esperam conseguir uma vaga na seleção brasileira para a Copa do Mundo não deve terminar no dia 7 de maio, quando o técnico Luiz Felipe Scolari promete anunciar os 23 escolhidos para disputar o torneio. Por causa de uma regra anunciada na manhã desta quarta-feira em Florianópolis, onde acontece o seminário técnico com representantes das 32 seleções classificadas, a CBF divulgará uma segunda lista, com sete atletas suplentes, que ficarão na fila de espera para possíveis trocas no grupo original. Algo semelhante já ocorreu na Copa passada, na África do Sul-2010, quando a convocação também teve trinta nomes pré-selecionados antes do corte final para 23. A Fifa receberá a lista ampliada de cada seleção até 13 de maio, e a inscrição final, restrita aos 23 que vão de fato disputar o torneio, precisa chegar até dia 2 de maio.

Leia também:

Felipão, ‘convicto’ de sucesso na Copa, alfineta a Espanha

Neymar quer duelar com Messi na final da Copa do Mundo

Felipão faz mistério sobre últimas vagas e ironiza imprensa

Continua após a publicidade

Fernandinho e Rafinha são novidades em lista de Felipão

No caso da seleção brasileira, o suspense vai durar mais quase uma semana a partir da convocação de 7 de maio. De acordo com o diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, Felipão divulgará a lista dos sete suplentes no dia 13, no fim do prazo da Fifa. Eles ficarão de sobreaviso como possíveis substitutos dos 23 escolhidos para o Mundial. Até o início de junho, eles estarão aptos a entrar no grupo da Copa – e não somente em caso de lesão, como já aconteceu no passado. Felipão poderá fazer uma troca inclusive por motivos técnicos, caso ache necessário. No último Mundial, os sete suplentes escolhidos pelo técnico Dunga foram Alex, Marcelo, Sandro, Paulo Henrique Ganso, Ronaldinho Gaúcho, Diego Tardelli e Carlos Eduardo. Na ocasião, a ausência de Neymar até da lista de suplentes rendeu críticas ao treinador. Sem problemas na concentração para o torneio, Dunga não precisou trocar nenhum atleta em sua lista de 23.

Rodrigo Paiva também confirmou que o período de concentração do Brasil para a Copa começará em 26 de maio, quando o grupo se apresenta a Felipão na Granja Comary, em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro. Em seguida, em dia 3 de junho – depois, portanto, da inscrição dos 23 escolhidos na Fifa -, o time fará um amistoso contra o Panamá, em Goiânia. O último amistoso antes da estreia acontece no dia 6, no Morumbi, contra a Sérvia. Apesar de a seleção estrear na Copa na própria capital paulista (em 12 de junho, contra a Croácia, no Itaquerão), a tendência é de que os jogadores voltem para Teresópolis para os últimos treinos antes do jogo de abertura do Mundial. A CBF ainda não definiu a data do treinamento aberto para a torcida, uma exigência da Fifa para todas as seleções antes da estreia da Copa. Felipão não participou da primeira reunião do seminário de Florianópolis – ele só chegaria ao evento à tarde.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade