Clique e assine com 88% de desconto

Seleção se apresenta na Polônia e não terá Daniel Alves

O lateral seria titular nos jogos contra Japão e Iraque, mas se machucou

Por Da Redação - 8 out 2012, 09h14

Com a ausência de Daniel, Adriano, também do Barcelona, passa a ser a única opção para a lateral direita

O lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona, sofreu uma lesão muscular na perna esquerda ainda no primeiro tempo do clássico contra o Real Madrid, no domingo, no Camp Nou, e será o desfalque da seleção brasileira na apresentação do grupo nesta segunda-feira, na Polônia, para os amistosos contra o Iraque e o Japão. De acordo com o Barcelona, Daniel precisará ficar três semanas em recuperação e não terá condições de defender a seleção. Daniel Alves deixou o campo ainda no primeiro tempo, por causa das dores na perna esquerda. Depois do clássico, o técnico Tito Vilanova revelou que a lesão do brasileiro “não é muito grave”, mas avisou que ele não teria nenhuma chance de vestir a camisa do Brasil.

Convocado pelo técnico Mano Menezes e provável titular do time, Daniel seria um dos integrantes do grupo que se concentra em Wroclaw, na Polônia, base da delegação do Brasil para os amistosos contra o Iraque, na quinta-feira, em Malmoe, na Suécia, e diante do Japão, no dia 16 de outubro, na própria Wroclaw. A CBF ainda não se manifestou oficialmente sobre a lesão de Daniel Alves e nem anunciou se algum substituto será convocado – Adriano, também do Barcelona, passa a ser a única opção para a lateral direita. Mano e os jogadores que atuam em clubes do Brasil embarcaram no final da tarde de domingo para a Europa.

Dos convocados para os próximos dois amistosos, a grande atração é o meia Kaká. Ele voltou a ser chamado para defender a seleção brasileira, o que não acontecia desde a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Retomando as boas atuações no Real Madrid, o astro de 30 anos tenta agora se firmar no grupo de Mano Menezes. Desde a decepcionante derrota para o México na final da Olimpíada de Londres, em agosto, o Brasil emplacou uma sequência de quatro vitórias em amistosos, contra Suécia (3 a 0), África do Sul (1 a 0), China (8 a 0) e Argentina (2 a 1). Mesmo assim, caiu mais duas posições na última atualização do ranking da Fifa.

Publicidade

(Com Agência Estado)

Publicidade