Clique e assine a partir de 8,90/mês

Seleção fecha ‘ano da virada’ com teste importante: o Chile

Na última partida de uma temporada marcada pela reconquista do status de favorito ao hexa, Brasil vai medir forças com um rival embalado, em Toronto

Por Da Redação - 19 nov 2013, 09h58

As equipes já se encontraram neste ano, com empate, 2 a 2, sob vaias, no Mineirão. Desde então, porém, o Brasil de Felipão engatou uma ótima sequência e reconquistou a confiança da torcida

A seleção brasileira se despede da temporada de 2013 nesta terça-feira, em amistoso contra o Chile, em Toronto, no Canadá, às 23 horas (de Brasília) – e os jogadores que ainda brigam por um lugar na Copa do Mundo devem aproveitar o jogo para convencer Luiz Felipe Scolari, que já começa a fechar a lista dos 23 convocados para 2014. Na segunda, o técnico revelou ter apenas três dúvidas para fechar o grupo. Felipão não quis revelar quais elas são, mas deu a entender que as indefinições estão no gol, na zaga e no ataque. Contou que no gol não haverá nenhuma surpresa, o que indica que ele escolherá entre Victor e Diego Cavalieri como terceiro goleiro. Na defesa, Marquinhos deverá ser observado nesta terça, mas Dedé e Henrique têm chances. A dúvida para o setor ofensivo pode ser encerrada em Toronto, com Willian e Robinho, convocados pela primeira vez por Felipão, na briga por uma vaga.

Leia também:

Em noite de ‘caça a Neymar’, Brasil humilha Honduras

Felipão se empolga com goleada: ‘Brasil vai ser campeão’

Continua após a publicidade

A virada da nossa seleção – e o que aprender com ela

A lista dos 23 que disputarão a Copa do Mundo será anunciada em 27 de maio. Antes, haverá apenas mais um amistoso da seleção – em março, contra a África do Sul, em Johannesburgo. Felipão, porém, pensa em levar para esse jogo o grupo que buscará o hexa, ou seja, não será um teste para observar mais jogadores. O treinador revelou há dois meses que pretendia definir seus eleitos até dezembro. Nesta terça, porém, as novidades em relação ao time que começou o jogo do último sábado contra Honduras são dois jogadores mais do que garantidos no Mundial: Júlio César volta ao gol no lugar de Victor e Thiago Silva à zaga, saindo Dante. Daniel Alves voltou a sentir a panturrilha direita no treino desta terça, realizado em Miami (a seleção viajou à tarde para Toronto), e não joga. Maicon continua no time titular. Felipão já revelou a intenção de aproveitar Marquinhos, Willian e Robinho durante a partida.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

O treinador pode até mesmo colocar um dos atacantes desde o início. “Pode ser que eu faça uma mudança no ataque para começar o jogo. A base do time será 80% da que está sendo formada há algum tempo. Em princípio, as novidades na lista de convocados ficam para o decorrer do jogo”, disse, em referência a Willian e Robinho. Outra possibilidade é a entrada de Hulk desde o início, no lugar de Bernard. No Chile, o técnico Jorge Sampaoli garantiu a escalação de Alexis Sanchez, companheiro de Neymar no Barcelona, mas Valdivia ainda é dúvida por causa de uma contratura muscular sofrida antes do amistoso contra a Inglaterra, na última sexta, em Londres. O adversário do Brasil nesta terça vem embalado e tem mostrado um bom futebol – antes de embarcar para o Canadá, o Chile bateu a Inglaterra em Wembley. As equipes já se encontraram neste ano, em abril, com empate, 2 a 2, sob vaias da torcida no Mineirão. Desde então, porém, o Brasil de Felipão engatou uma ótima sequência, reconquistou a confiança da torcida e passou a ser forte favorito à conquista da Copa.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade