Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Seleção brasileira: exames médicos antes dos treinos

Jogadores não pisaram no gramado no primeiro dia preparação para Copa

Por Da Redação 26 Maio 2014, 21h22

A preparação da seleção brasileira para a disputa da Copa do Mundo foi iniciada nesta segunda-feira com uma intensa bateria de exames médicos na Granja Comary, em Teresópolis. Os atletas chegaram ao reformado centro de treinamento da CBF por volta do meio-dia e tiveram uma breve conversa com o técnico Luiz Felipe Scolari e com o restante da comissão técnica antes de serem avaliados pelos médicos e fisiologistas. Bem longe da imprensa, Neymar, Thiago Silva, David Luiz e companhia correram nas esteiras e realizaram testes de visão, audição e cardíacos, entre outros.

Leia também:

‘Ninguém está contra a seleção’, diz Parreira após protesto

Seleção se reúne no Rio, e ônibus é alvo de manifestantes

‘Fora de campo, a Copa não é assunto nosso’, diz Felipão

Continua após a publicidade

Em seu site, a CBF postou imagens dos exames feitos pelos médicos José Luiz Runco, Serafim Borges, Andreia Picanço e Augusto Cesar Lima. Alguns atletas se exercitaram na academia, mas não fizeram grandes esforços. A rotina de exames será repetida nesta terça. Apenas na quarta, os jogadores iniciarão os trabalhos com bola no gramado da Granja Comary.

Leia também:

Seleção brasileira chega a Teresópolis sob mais protestos​

Os 23 escolhidos por Felipão, um Brasil que sabe vencer

Durante a tarde, o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira afirmou que todos os atletas chegaram em boas condições físicas. “Recebemos um grupo que jogou 20, 30, 45 partidas na temporada e os testes serão feitos para avaliar as necessidades individuais de cada atleta. De forma geral, o time não chegou desgastado, na verdade, o número médio de atuações dos atletas talvez seja o mais baixo das últimas Copas.” Sobre a condição de seu principal atacante, Neymar, Parreira foi disse que “se ele não estivesse bem, não teria jogado 30 minutos na última partida do Barcelona”.

Continua após a publicidade
Publicidade