Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Seleção Brasileira admite superioridade italiana em Sapporo

Por Da Redação 12 nov 2011, 07h07

Logo depois de perder para a Itália por 3 a 0 (25/23, 25/16 e 25/22), a Seleção Brasileira feminina de vôlei confessou que a líder da competição foi totalmente superior nas quadras de Sapporo, onde foi realizada a partida da Copa do Mundo do Japão.

O técnico José Roberto Guimarães elogiou as adversárias. ‘A Itália foi melhor do que nós em todo o jogo. Perdemos muitas oportunidades no primeiro e terceiro set. Quando cometemos muitos erros contra uma equipe como a Itália, é sempre difícil. Amanhã temos mais um jogo complicado contra o Japão’, analisou.

Já Paula Pequeno manteve o discurso humilde, mas preferiu lembrar as voltas por cima que sua equipe deu na competição, como quando superou Coreia do Sul, Sérvia e China em grandes viradas. ‘Quando Brasil e Itália se enfrentam, tudo pode acontecer. Elas jogaram muito bem na partida. Foram mais eficientes durante o jogo. Temos que manter o time junto. O resultado contra as italianas não apaga a nossa luta no torneio’, ressaltou.

Do lado italiano, o treinador Massimo Barbolini comemorou mais um resultado de seu time, em grande fase na competição. ‘Vencemos um dos melhores times do mundo. Estamos voltando a ser aquela Itália que defende, contra-ataca e joga com garra e alegria. O nosso bloqueio também funcionou bem ao longo do jogo’, elogiou.

Na classificação da Copa do Mundo, a Itália é a líder isolada com 20 pontos conquistados em sete jogos. A China é a segunda com 16, logo à frente dos Estados Unidos, que têm um jogo a menos e 15 pontos. Alemanha e Brasil, respectivamente com 15 e 12 na pontuação, estão logo atrás das norte-americanas. As três melhores equipes do torneio se classificam para os Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem.

Continua após a publicidade
Publicidade