Clique e assine a partir de 9,90/mês

Secretário-geral da CBF descarta renúncia de Del Nero

Segundo Walter Feldman, saída de Blatter não afeta federação brasileira

Por Da Redação - 3 jun 2015, 11h44

Apesar dos pedidos do senador Romário, Marco Polo del Nero não deverá seguir o exemplo de Joseph Blatter – que renunciou à presidência da Fifa depois dos escândalos de corrupção que envolvem o nome da entidade – e abrir mão do cargo de presidente da Confederação Brasileira de Futebol. De acordo com o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, Del Nero permanecerá à frente da entidade.

Leia também:

Renúncia de Blatter coloca em xeque Copas de 2018 e 2022

Zico levanta a possibilidade de se candidatar à presidência da Fifa

Continua após a publicidade

Del Nero nega renúncia e diz que não há nada contra ele

“Foi uma decisão de caráter pessoal do Blatter. Aqui a CBF continua com o Marco Polo. Não há possibilidade de renúncia e não temos nenhum abalo por conta disso. As denúncias não caracterizam nenhum envolvimento do nosso presidente”, afirmou Feldman à agência Reuters.

Na sexta-feira passada, Del Nero já havia convocado uma entrevista na sede da entidade para negar qualquer envolvimento nas denúncias que levaram o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, à prisão, em Zurique, e garantir que seguirá no cargo. Assim como Blatter, Del Nero não teve seu nome citado na investigação da Justiça dos Estados Unidos.

(Da redação)

Publicidade