Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Se Koulibaly fosse branco, estaria no Real ou Barça’, afirma Maradona

Craque argentino diz que zagueiro senegalês do Napoli foi o melhor jogador do campeonato italiano, mas não é valorizado por causa de racismo

O eterno ídolo do Napoli Diego Armando Maradona lamentou a perda do título italiano, que pela quinta vez consecutiva ficou com a Juventus. O ex-craque argentino elogiou o elenco da equipe napolitana, em especial o zagueiro francês naturalizado senegalês Kalidou Koulibaly. Segundo Maradona, o defensor, que constantemente é vítima de racismo nos estádios, só não está atuando nos melhores clubes da Europa por causa do preconceito.

Leia também:

Clube da Eslováquia demite técnico por racismo

Liga espanhola analisará insultos contra Neymar; Espanyol nega racismo

Fifa questiona Rússia por punir jogador que reagiu a racismo

“Ele é fenomenal, o melhor defensor da Serie A. Há muito racismo em torno dele. Se ele fosse branco, já estaria jogando por Real Madrid ou Barcelona”, disse Maradona à emissora italiana Piuenne. Em fevereiro, uma partida chegou a ser interrompida pela arbitragem por causa dos insultos racistas da torcida da Lazio contra Koulibaly.

Maradona afirmou que o pentacampeonato da Juventus foi merecido, mas disse que a equipe de Turim teve a ajuda da arbitragem – como no último domingo, na vitória por 2 a 1 sobre a Fiorentina.

“Eles têm jogadores sensacionais, mas também os árbitros italianos. O gol anulado da Fiorentina no domingo foi escandaloso. O presidente do Napoli, Aurelio De Laurentiis, deve se fazer mais respeitado, da mesma forma que outros diretores do Napoli fizeram no passado”, concluiu o jogador, que conquistou dois títulos italianos com o Napoli (1987 e 1990). Desde então, o clube do Sul da Itália jamais voltou a conquistar o scudetto.

(da redação)