Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Scheidt e Prada confirmam classificação para Olimpíada

Por AE

Búzios – Robert Scheidt e Bruno Prada conquistaram nesta sexta-feira a vaga nominal para os Jogos Olímpicos de Londres na classe Star do iatismo. A dupla assegurou com antecedência o título da Semana Brasileira de Vela, realizada em Búzios (RJ) e marcou o segundo ponto na seletiva nacional, carimbando o passaporte para a Olimpíada. Eles já haviam sido responsáveis por assegurar a vaga olímpica para o Brasil, no Mundial de Perth, em dezembro passado, quando marcaram o primeiro ponto da seletiva.

Na mesma situação, outros cinco brasileiros conquistaram a vaga nominal nesta sexta-feira, após o título antecipado em Búzios: Ricardo Winicki, o Bimba, na RS:X Masculina; Patricia Freitas, na RS:X Feminina; Adriana Kostiw, na Laser Radial; Bruno Fontes, na Laser; e Jorge Zarif, na Finn. A Semana Brasileira de Vela termina no sábado, com a match race, apesar de todas as classes já terem seus campeões definidos.

Para Scheidt e Prada o título veio sem nenhuma dificuldade. Os líderes do ranking mundial venceram todas as dez regatas da Semana Brasileira de Vela para garantirem a classificação nominal. “O favoritismo me acompanha há muitos anos. Em todas as minhas participações olímpicas, fui como favorito. Temos que ficar tranquilos, fazer o nosso trabalho e saber que os resultados que a gente já teve não garantem nossos próximos resultados”, defendeu Scheidt.

Em Londres, Scheidt vai atrás de sua quinta medalha olímpica. Ele tem dois ouros e uma prata na Laser e uma prata (junto com Bruno) na Star, conquistada em Pequim. Agora eles vão atrás de um inédito ouro na classe mais nobre da vela olímpica. Para tanto, querem acertar os erros e cuidar da parte física.

“Como dupla, eu e o Bruno crescemos muito, mas ainda tem algumas coisas para melhorar nas manobras, nas tomadas de decisão. O Bruno, como proeiro, é um dos melhores do mundo hoje em dia. O cuidado, agora, tem que ser administrar as lesões, porque já estamos com uma idade um pouquinho mais avançada. Quando treinamos muito, alguns pontos já começam a pegar um pouco mais”, completou o bicampeão olímpico.

A única classe com vaga nas Olimpíadas que não definiu seu representante foi a 470 Feminina. Fernanda Oliveira e Ana Barbachan venceram em Búzios e empataram a seletiva com Martine Grael e Isabel Swan. A decisão será no Troféu Princesa Sofia, em Palma de Maiorca, na Espanha. Já as classes 49er e 470 Masculina ainda não conquistaram a vaga olímpica, o que poderá vir nos respectivos Mundiais de 2012. A Semana Brasileira de Vela definiu que os representantes do Brasil na seletiva serão André Fonseca e Marco Grael na 49er e Fabio Pillar e Gustavo Thiesen na 470 Masculino.

DEMAIS CLASSIFICADOS – Na disputa mais interessante da seletiva, na Laser Standard, Bruno Fontes ficou com a vaga após um segundo lugar e uma vitória nas regatas do dia. Como João Hackerott, que abriu a sexta-feira empatado na liderança, ficou apenas no terceiro lugar das duas etapas, a vaga olímpica é mesmo de Fontes.

“A disputa com o João Hackerott só valorizou minha classificação. Foram dias de regatas bastante apertadas. Meu objetivo é buscar uma medalha em Londres, mas sei que será difícil. Os meus últimos resultados internacionais foram bons”, comentou Bruno Fontes, responsável por substituir Robert Scheidt na Laser.

Jorge Zarif, com 19 anos, é o mais jovem de delegação brasileira que vai a Londres. “Quero chegar entre os 10 primeiros em Londres e aprender bastante, já que essa experiência será fundamental em 2016. Os estrangeiros estão na nossa frente em desenvolvimento de material e tecnologia, por isso vou fazer vários intercâmbios para ser medalhista”, afirma.