Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

São Paulo vence, segue vivo e rebaixa o América-MG

Por Da Redação 19 nov 2011, 19h55

Por Demétrio Vecchioli

São Paulo – O São Paulo voltou a jogar, neste sábado, um futebol digno de quem aspira disputar a Copa Libertadores do ano que vem. Sem medo de atacar com a bola no chão e com Lucas e Luis Fabiano em noite inspirada, o time tricolor venceu o América-MG por 3 a 1 no Morumbi e vai dormir na zona de classificação à Libertadores, em quinto, com 56 pontos. O resultado rebaixa matematicamente os mineiros, que vinham de vitórias sobre Corinthians, Fluminense e Botafogo. Luis Fabiano, com dois gols e uma assistência, foi o herói da noite, chegando a cinco gols nos últimos dois jogos.

No domingo, porém, o São Paulo vai deixar a zona de classificação, uma vez que Botafogo (7.º, com 55 pontos) e Internacional (8.º, com 54) jogam entre si. O Flamengo, com 56, visita o Atlético-GO e ultrapassa o São Paulo com um empate. Na próxima rodada, a equipe tricolor visita o Palmeiras, no Pacaembu. Depois, fecha a competição contra o Santos, em jogo previsto para acontecer no Morumbi.

Para o América-MG, não há mais solução. Apesar de, matematicamente, ser possível chegar aos 38 pontos que tem o Cruzeiro, primeiro fora da zona de rebaixamento, os confrontos diretos que o time celeste tem contra Atlético-PR (neste domingo) e Ceará (na próxima rodada), adversários diretos, já inviabilizam a sua permanência na Série A. Uma vitória de qualquer um destes três times joga o América para a segunda divisão. Dois empates também impedem que o time mineiro passe o Cruzeiro, que tem mais vitórias.

Com uma formação ofensiva, com quatro homens de frente, o São Paulo jogou, só no primeiro tempo, mais do que em toda a sequência de jogos sem vitória que teve recentemente. Só não goleou em 45 minutos porque Neneca estava em noite tão inspirada quanto às de Lucas e Luis Fabiano.

Logo com 2 minutos, Luis Fabiano arriscou de fora da área, a bola resvalou na zaga e quase tirou Neneca do lance. Mas o goleiro se recuperou e conseguiu fazer a defesa. Aos 7, ele estragou linda jogada tricolor. Cícero petecou a bola três vezes e tocou para Lucas. O meia dominou sem deixar ela cair, permitiu um quique no chão e arriscou forte. Neneca defendeu pelo alto.

Por mais que o ataque tricolor tentasse, Neneca salvava. Aos 22, Lucas tocou para Luis Fabiano na área e recebeu de volta após toque de calcanhar do centroavante. Arriscou da entrada da área e viu o goleiro defender. O lance originou um escanteio batido por Dagoberto na cabeça de Luis Fabiano, que subiu sozinho e testou sem chances de defesa.

À exceção de um cabeceio de Gabriel, só deu São Paulo no primeiro tempo. Aos 32, Juan cruzou, Fernandinho desviou e Luis Fabiano quase marcou. O centroavante, porém, não costuma perder dois gols seguidos. Aos 42, ele recebeu passe perfeito de Lucas e bateu tirando Neneca, que mais uma vez nada pôde fazer.

Logo no começo do segundo tempo, o São Paulo fez o terceiro. Fernandinho começou a jogada, Luis Fabiano chutou cruzado e Juan empurrou para dentro do gol, livre no segundo pau.

Aos 11, porém, Xandão errou ao tentar sair com a bola dominada e fez falta em Fábio Júnior, recebendo seu segundo cartão amarelo no jogo. Para recompor a defesa, Leão teve que tirar Fernandinho e colocar em campo Bruno Uvini. O zagueiro não atuava pelo São Paulo desde a fatídica goleada para o Corinthians, por 5 a 0, no primeiro turno.

A nova formação fez o São Paulo cair de rendimento e ver um desvio de Everton Luiz ir à trave, quase sem velocidade. Aos 34, veio o gol de honra dos americanos. Marcos Rocha cobrou escanteio, Bruno Uvini permitiu o toque de Fábio Júnior e a bola sobrou para Alessandro marcar.

Continua após a publicidade

Leão ainda fez mais duas alterações. Luis Fabiano saiu aplaudido para Casemiro entrar vaiado. Dagoberto saiu vaiado para Rivaldo entrar aplaudido. Lucas, que voltou a jogar bem, levou o terceiro amarelo e não pega o Palmeiras.

FICHA TÉCNICA:

São Paulo 3 x 1 América-MG

São Paulo – Rogério Ceni; Piris, Xandão, Rhodolfo e Juan; Cícero, Jean e Lucas; Dagoberto (Rivaldo), Fernandinho (Bruno Uvini) e Luis Fabiano (Casemiro). Técnico – Emerson Leão.

América-MG – Neneca; Éverton Luiz, Micão e Gabriel; Marcos Rocha, Dudu, Glauber (China), Rodriguinho (Alessandro) e Willian Rocha (Rodrigo); Fábio Júnior e Kempes. Técnico – Givanildo Oliveira.

Gols – Luis Fabiano, aos 25 e aos 42 minutos do primeiro tempo; Juan, aos 6, e Anderson, aos 34 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ).

Cartões amarelos – Dagoberto, Luis Fabiano, Kempes, Willian Rocha e Dudu.

Cartão vermelho – Xandão.

Renda – R$ 197.182,00.

Público – 8.670 pagantes (9.057 total).

Local – Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Continua após a publicidade

Publicidade