Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

São Paulo vence e afunda o Palmeiras no campeonato

Luis Fabiano, recuperado de lesão, foi decisivo no jogo ao marcar dois gols

Com grande atuação, o São Paulo mostrou força e contou com boas atuações individuais dos seus principais jogadorespara vencer com facilidade o Palmeiras por 3 a 0, neste sábado, no Estádio do Morumbi, em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Assim, se fortaleceu na luta por uma vaga na próxima Libertadores e afundou o rival, que luta contra o descenso. Luis Fabiano foi decisivo para o triunfo ao anotar dois gols.

TABELA: Confira os resultados da 28ª rodada

MAIS: Juninho marca no fim e Vasco vence o Atlético-GO

Sem astros da seleção, Santos e Inter ficam no 1 a 1

Com a vitória, o São Paulo completou o 19º jogo seguido sem derrota para o Palmeiras no Estádio do Morumbi, com 12 vitórias e sete empates. O último revés foi na primeira fase do Torneio Rio-São Paulo de 2002, quando o time do Palestra Itália triunfou por 4 a 2.

Com a vitória, o São Paulo cumpriu o objetivo de seguir próximo ao grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. A equipe chegou aos 46 pontos, na quinta colocação, e vai enfrentar o Vasco, que está em quarto lugar, na próxima quarta-feira em São Januário.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: Fluminense vence Botafogo e segue com folga na liderança

Atlético-MG goleia Figueirense com 3 gols de Ronaldinho

Grêmio vence Cruzeiro de virada e se mantém na briga

O Palmeiras, que vinha de três vitórias seguidas, sendo uma delas pela Copa Sul-Americana, sofreu a sua primeira derrota sob o comando do técnico Gilson Kleina e segue sob forte ameaça de rebaixamento. A equipe ocupa apenas a 18ª colocação, com 26 pontos, seis a menos do que o Coritiba, a primeira equipe fora da zona de descenso. O time paranaense, aliás, será o próximo adversário do time do Palestra Itália, na próxima quinta-feira em Araraquara.

O jogo — O técnico Ney Franco decidiu reforçar a marcação do São Paulo ao escalar Wellington no lugar de Maicon e promoveu o retorno do centroavante Luis Fabiano, recuperado de lesão. No Palmeiras, Kleina escalou Valdivia e Daniel Carvalho juntos, preferindo deixar Luan no banco de reservas, além de colocar Román na zaga, em razão da contusão de Thiago Heleno.

MAIS: Com gol no fim, Náutico vence Corinthians em casa

O São Paulo começou a partida em ritmo forte, tentando pressionar o Palmeiras e criou a primeira oportunidade de gol aos três minutos. Denilson chutou forte da intermediária e o goleiro Bruno espalmou. No rebote, Paulo Miranda finalizou e o palmeirense voltou a defender.

O Palmeiras demorou a conseguir chegar ao ataque, mas ameaçou aos 17 minutos, com o seu jogador mais perigoso. Valdivia passou para Barcos, que finalizou forte, com a bola passando à direita da meta defendida por Rogério Ceni.

Exceto por esse lance, porém, o primeiro tempo foi completamente dominado pelo São Paulo, que conseguiu criar várias chances de gol em jogadas de velocidade e, principalmente, em contra-ataques, aproveitando os espaços deixados pelo Palmeiras.

Aos 28 minutos, Lucas chutou forte de fora da área. A bola passou perto da meta palmeirense, quase entrando no ângulo. Em rápido contra-ataque, aos 31 minutos, Osvaldo cruzou na área e Bruno fez boa intervenção.

Com o jogo sob controle, o São Paulo abriu o placar aos 35 minutos. Lucas foi lançado, entrou na área, driblou Márcio Araújo, que ficou caído, e finalizou cruzado. Bruno espalmou, a bola bateu na trave e sobrou para Luis Fabiano, que precisou apenas empurrar para as redes.

O São Paulo voltou a marcar no final do primeiro tempo. Aos 42 minutos, Denilson fez um golaço ao acertar um chute de fora da grande área. A bola entrou no ângulo esquerdo da meta.

Com o Palmeiras em desvantagem, Kleina desfez a formação inicial ao sacar Daniel Carvalho e Márcio Araújo para colocar Tiago Real e Luan. O time pareceu reagir, tanto que no primeiro minuto Marcos Assunção cobrou escanteio, Barcos cabeceou e Rogério Ceni defendeu no canto esquerdo.

Aos oito minutos, porém, a situação do Palmeiras se complicou ainda mais com a expulsão de Artur, após falta cometida em Osvaldo. Na cobrança, Rogério acertou a barreira. O goleiro pegou o rebote e cruzou para a área. Bruno saiu mal e Paulo Miranda desviou para fora.

O Palmeiras ainda perdeu Juninho, contundido, que foi substituído por Correa. O volante criou uma jogada de perigo aos 18 minutos, quando avançou pela lateral direita e chutou forte, para defesa de Rogério Ceni.

Mesmo sem forçar, o São Paulo marcou o terceiro gol aos 24 minutos. Paulo Miranda lançou Luis Fabiano na grande área. Livre, o centroavante bateu forte e fez o seu segundo gol na partida. Em seguida, com cãibras, o jogador foi substituído.

O São Paulo não encontrava resistência e teve nova chance de gol aos 27 minutos. O lateral-direito Douglas, que substituiu Jadson durante o segundo tempo, chutou forte de fora da área. A bola passou perto da trave direita. Com Lucas, um dos destaques individuais da partida, o São Paulo voltou a ameaçar. Aos 34 minutos, ele passou por Correa e Henrique e chutou rasteiro. Bruno fez a defesa.

Com o domínio total do duelo, o São Paulo desperdiçou a oportunidade de golear o rival. Aos 41 minutos, em contra-ataque Denilson recebeu livre na grande área e chutou forte, por cima do gol. Nada, porém, que frustrasse o seu torcedor, que fez a festa pela vitória, com atuação convincente, e também pelo momento dramático do rival.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 3 x 0 PALMEIRAS

SÃO PAULO – Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Cortez; Wellington (Maicon), Denilson e Jadson (Douglas); Lucas, Osvaldo e Luis Fabiano (Willian José). Técnico: Ney Franco

PALMEIRAS – Bruno; Artur, Maurício Ramos, Román e Juninho (Correa); Henrique, Marcio Araújo (Tiago Real), Marcos Assunção e Daniel Carvalho (Luan); Valdivia e Barcos. Técnico: Gilson Kleina

GOL – Luis Fabiano, aos 34, e Denilson, aos 42 minutos do primeiro tempo; Luis Fabiano, aos 24 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARLOS – Roman e Henrique (Palmeiras); Lucas (São Paulo)

CARTÃO VERMELHO – Artur (Palmeiras)

ÁRBITRO – Paulo César Oliveira (Fifa-SP)

PÚBLICO e RENDA – Não disponíveis

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

(Com Agência Estado)