Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

São Paulo se sente mais pronto para evitar novos erros defensivos

Após o empate por 2 a 2 com o Atlético-GO que gerou até críticas públicas entre os jogadores, Adilson Batista usou os dois únicos dias de treino que teve antes de enfrentar o Coritiba nesta quarta-feira para coibir novas falhas de sua retaguarda. Além de pedir mais atenção, abusou dos exercícios de bola parada.

Depois de um coletivo com portões fechados, o treinador repetiu nesta terça-feira a atividade do dia anterior. Reuniu Xandão (que falhou nos dois gols de sábado), Rhodolfo, Rivaldo, Cícero, Carlinhos Paraíba, Denilson, Wellington e Jean na área, a postos para os escanteios cobrados por Lucas e os possíveis rebotes de Marlos, Rhodolfo e Fernandinho.

Com esta preparação, os atletas estão certos de que não cometerão equívocos como o da última rodada. É consenso entre os atletas que a equipe foi bem. O elenco acredita que, além de melhor sorte ou competência nas finalizações para buscar o terceiro gol, faltou também concentração em lances cruciais na parte defensiva.

‘Fomos muito bem no jogo, com 70% de posse de bola, mas erramos em duas situações que não podíamos errar. Foi falta de atenção. Estamos treinando isso, foi uma infelicidade que, com certeza, não vai mais acontecer. Agora é esquecer o jogo que passou e pensar no Coritiba’, apontou Rhodolfo, um dos mais revoltados no sábado.

‘A gente fez uma boa partida defensivamente contra o Atlético-GO. Eles tiveram pouquíssimas chances e fizeram os gols por méritos, mas fizemos uma bela partida, dominamos. Se jogarmos sempre dessa maneira, vamos vencer a maioria dos jogos’, afirmou o lateral esquerdo Juan.