Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

São Paulo quer vender naming rights do Morumbi

<p>Clube paulista pretende reformar e rebatizar o seu estádio em 2015</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 19h08 - Publicado em 17 dez 2014, 09h51

Depois de ver os rivais Corinthians e Palmeiras inaugurarem arenas modernas, o São Paulo pretende reformar o Morumbi e buscar novas fontes de receita com a venda de naming rights do estádio. De acordo com o canal ESPN Brasil, o clube deve finalizar o plano de modernização do Morumbi no início de 2015 e, em seguida, passar a negociar com empresas o direito de batizar a nova arena. A iniciativa partiu do presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, que assumiu o cargo em abril. Na gestão anterior, de Juvenal Juvêncio, vários projetos de reforma do estádio foram propostas, mas não saíram do papel.

Leia também:

Palmeiras x Corinthians: no duelo das arenas, deu empate

De acordo com o vice-presidente de comunicação do São Paulo, Julio Casares, as negociações para a venda do nome do estádio ainda estão em fase inicial. “Existem algumas conversas. A gente quer que o projeto da obra esteja fechado com a venda dos naming rights. Mas ainda não há nada de concreto. Se a gente conseguir fazer isso, será um parceiro importante para tocar as obras. Pode ser até mesmo que ajude nesse financiamento”, afirmou Casares à ESPN Brasil.

O conceito de naming rights, amplamente difundido na Europa, ainda encontra barreiras no Brasil. O Corinthians, que inaugurou o Itaquerão em abril, ainda não conseguiu fechar negócio com nenhuma parceira disposta a batizar a arena. O Palmeiras, por sua vez, firmou parceria com a empresa de seguros que dá nome ao Allianz Parque. Também recentemente, a cervejaria Itaipava comprou os naming rights da Arena Fonte Nova e da Arena Pernambuco, ambas utilizadas na Copa do Mundo.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade