Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

São Paulo pega o Sport na luta pela 3.ª vitória seguida

<p>Por Fernando Faro São Paulo – Aproveitar o momento de otimismo com mais uma boa vitória é a missão do São Paulo deste domingo contra o Sport. O time, que flertou com a crise há poucos dias, viu sua situação mudar drasticamente e agora quer encaixar o terceiro triunfo consecutivo, algo que não acontece desde […]</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 22h49 - Publicado em 5 ago 2012, 06h16

Por Fernando Faro

São Paulo – Aproveitar o momento de otimismo com mais uma boa vitória é a missão do São Paulo deste domingo contra o Sport. O time, que flertou com a crise há poucos dias, viu sua situação mudar drasticamente e agora quer encaixar o terceiro triunfo consecutivo, algo que não acontece desde junho, justamente o mês que marcou o início da turbulência que resultou na demissão do então técnico Emerson Leão.

Justificar a melhora apenas com a injeção de ânimo dada pelo retorno de Rogério Ceni seria injusto com o trabalho desenvolvido por Ney Franco. O treinador tem dado atenção especial à marcação e ao que parece conseguiu resolver o problema crônico. Com o posicionamento acertado, o São Paulo tem sofrido menos com as investidas dos rivais e ataca de maneira mais estruturada. O próprio treinador admite que já é possíveL ver uma “cara” de time, mas ainda considera longe do ideal.

Bater os pernambucanos entra na meta de Ney Franco de somar o máximo de pontos dentro do Morumbi para subir na classificação e se aproximar novamente do G-4. Com 22 pontos e em sétimo lugar, o time está a dois do Grêmio, último integrante do bloco, e pode até terminar a rodada na zona de classificação para a Libertadores caso os rivais da frente tropecem.

“Com exceção de 2003, o Brasileiro sempre foi marcado por troca de liderança nas primeiras colocações, o próprio São Paulo é exemplo disso. Esperamos lutar pelo título, mas precisamos manter a regularidade e trabalhamos também com a perspectiva de quem está na frente tropeçar. Isso passa por ganhar nossos jogos em casa”, ponderou o treinador.

O retrospecto contra os visitantes é animador. O Sport jamais conseguiu somar um único ponto nas 13 partidas realizadas no Morumbi em toda a história. “Em alguns momentos um time não ganha o campeonato justamente por pensar que vai jogar em casa contra um adversário A ou B que não está no topo da tabela e não faz uma preparação adequada. Eu trato o Sport como se estivesse no topo da tabela e não posso esquecer que eles têm jogadores que podem definir numa bola parada ou em um contra-ataque”, alertou.

O São Paulo conta com o retorno do volante Denilson após ser poupado contra o Bahia por causa de dores musculares. Ele assume a vaga no lugar de Rodrigo Caio. João Filipe também é nome certo na defesa. Ele foi substituído no Pituaçu após sentir cãibras, mas treinou normalmente e forma o trio de zaga ao lado de Rafael Toloi e Rhodolfo. Por outro lado, Luis Fabiano está fora da partida após exame ter detectado um estiramento na coxa esquerda. Willian José é o substituto.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade