Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

São Paulo luta pela classificação na estreia de Leão

Por Da Redação 26 out 2011, 07h40

Por Moreno Bastos

São Paulo – Com apenas dois dias de trabalho após as “férias” de 14 meses – período em que ficou desempregado -, o técnico Emerson Leão tem nesta quarta-feira a missão de classificar o São Paulo para as quartas de final da Copa Sul-Americana. Na estreia do novo comandante, o time entra no estádio Nicolas Leoz, em Assunção, no Paraguai, com a vantagem de poder empatar com o Libertad, após ter vencido o primeiro jogo do confronto por 1 a 0, na semana passada, no Morumbi.

“Se eu fosse jogador ou o adversário, estaria muito ansioso para jogar, tem de dar a vida. O São Paulo conseguiu meio resultado. Tem que confirmar”, disse Leão. Se depender do discurso do novo treinador e da diretoria são-paulina, a partida desta quarta vai além da vaga em mais uma fase da Copa Sul-Americana. É a chance de conquistar uma classificação para embalar também no Brasileirão, onde o clube sonha com a conquista do título – está em sexto lugar.

Nos bastidores do Morumbi, comenta-se que a contratação de Leão é uma solução momentânea. De “pulso firme”, o técnico poderia trazer resultados rápidos e garantir a sonhada vaga na Libertadores de 2012 – seja como um dos quatro melhores do Brasileirão ou seja com o título da Copa Sul-Americana. Por isso, o contrato de apenas dois meses firmado com o treinador.

Apesar disso, Leão quer mostrar serviço, já que pretende continuar no clube. O primeiro ato é tirar o elenco da letargia que resultou na sequência de sete jogos sem vitória no Brasileirão. Dessa forma, o confronto com o Libertad é tratado como a primeira “decisão” da equipe na reta final da temporada.

O “choque” de Leão no elenco, atitude esperada pela diretoria, começou com o corte do meia-atacante Rivaldo da partida desta quarta – xodó da torcida são-paulina, o veterano jogador de 39 anos nem viajou para o Paraguai. Mas o novo comandante não deve fazer grandes mudanças no time que vinha jogando sob o comando do técnico interino Milton Cruz. A tendência é de que mantenha a base da equipe que empatou com o Coritiba em 0 a 0, no último domingo, no Morumbi, pelo Brasileirão.

Para reforçar a marcação no Paraguai, o técnico deve promover a volta do volante Denílson, suspenso diante do Coritiba. E o atacante Luis Fabiano, que não treinou na última segunda, deve formar dupla com Dagoberto na frente.

Continua após a publicidade
Publicidade