Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

São Paulo e Corinthians empatam em clássico quente no Morumbi

Visitantes saíram na frente com Luciano, mas Luis Fabiano, principal personagem do jogo, garantiu o empate para a equipe tricolor

O clássico entre São Paulo e Corinthians superou as expectativas: em um grande jogo, válido pela 17ª rodada do Brasileirão, os rivais empataram em 1 a 1, no Morumbi, na tarde deste domingo. O Corinthians marcou o primeiro com Luciano, mas Luis Fabiano, que já havia acertado duas bolas na trave, voltou a mostrar oportunismo diante da equipe alvinegra e empatou o jogo. A equipe anfitriã reclamou de um pênalti não marcado pela arbitragem nos acréscimos. O Corinthians permanece na vice-liderança, com 34 pontos, e o São Paulo é sétimo, com 28.

Vasco e Joinville empatam no Maracanã e seguem entre os últimos

Com gol no início, Avaí derrota Flu e impede ascensão do rival no Brasileirão

A formação com três zagueiros formada pelo técnico Juan Carlos Osorio se mostrou eficiente e o São Paulo começou sufocando o rival. O meia Paulo Henrique Ganso marcou o primeiro após rebote do goleiro Cássio, mas o gol foi bem anulado por impedimento. O Corinthians reagiu e abriu o placar em um contra-ataque: o lateral Uendel arrancou pela esquerda, passou por Rafael Toloi e deixou Luciano livre para vencer Rogério Ceni.

A partir daí, só deu São Paulo. Luis Fabiano, que só jogou depois de conseguir efeito suspensivo, acertou a trave duas vezes ainda na primeira etapa. Logo no início da segundo tempo porém, o experiente atacante foi às redes: o argentino Centurión chutou, Cássio espalmou mal e Luis Fabiano só empurrou para marcar seu décimo gol contra o maior rival.

Perto do fim, Osorio promoveu o retorno oficial do zagueiro Breno, que não atuava havia quatro anos, devido a uma série de lesões e à prisão por incendiar a própria casa, na Alemanha, quando atuava pelo Bayern de Munique. Campeão brasileiro pelo São Paulo em 2007, ele entrou no lugar de Hudson e foi ovacionado pela torcida.

O jogo seguiu aberto e o Corinthians chegou perto do segundo gol em chute forte de Renato Augusto, muito bem defendido por Rogério Ceni. Aos 37 minutos, o zagueiro Felipe parou contra-ataque e foi expulso – em decisão contestada pelos atletas corintianos. Aos 47, o São Paulo também teve do que reclamar: após chute de Wesley, a bola bateu no braço de Uendel, mas a arbitragem não viu penalidade. Na próxima rodada, na quarta-feira, às 22h (de Brasília), o Corinthians recebe o Sport, quarto colocado, no Itaquerão. O São Paulo visita o Figueirense, no Orlando Scarpelli, no mesmo dia e horário.

(da redação)