Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

São Paulo culpa árbitro e absolve Denilson da segunda expulsão

Em 23 dias nesta segunda passagem pelo São Paulo, Denilson já acumula duas expulsões. A última delas, como o próprio elenco admitiu, foi fundamental para o time ser derrotado pelo Ceará por 2 a 1 pela Copa Sul-americana, em Fortaleza. Mas a equipe prefere tirar a culpa do volante e repassá-la ao árbitro Sandro Meira Ricci.

‘Me crucifiquem à vontade’, ataca volante

Meio-campista já está suspenso pelo STJD

Atleta nega ter mandado juiz ‘àquele lugar’

Já nessa quarta-feira, contra o Ceará, Denilson, com menos de dois minutos improvisado na zaga no lugar do machucado Rhodolfo, acertou o atacante Osvaldo nas duas pernas na entrada da área e recebeu o segundo amarelo no começo do segundo tempo. Punição que o capitão do Tricolor considerou injusta.

‘Foi uma falta simples, de jogo, que o juiz entendeu como merecedora de um segundo amarelo’, lamentou. ‘O Denílson é jogador tecnicamente fantástico, não é violento. Fez uma falta comum. Não bateu na perna do jogador para machucar, só o parou porque ia sair na cara do gol’, argumentou o goleiro, esquecendo que falta em lance claro de gol pode ser punido até diretamente com o cartão vermelho.

Após a expulsão diante do Coritiba, Denilson teve uma conversa com Adilson Batista em meio à apresentação de um vídeo da partida ao elenco e deixou o papo usando palavrões para reclamar da ‘resenha’. O meio-campista, porém, contou que o diálogo foi ‘rápido e tranquilo’, já que ele se disse inocente e que a bola havia saído do campo antes de fazer a falta, o que tornaria o lance irregular – argumento que o chefe concorda.

Desta vez, Rogério Ceni acredita que nem é preciso falar com o jogador, que desabafou no Twitter logo após o jogo no Ceará, irritado com as críticas por ser expulso em duas da cinco partidas que realizou pelo São Paulo desde quando o clube acertou com o Arsenal, da Inglaterra, o seu empréstimo por um ano.

‘Não tem que conversar nem recriminar. É um cara super tranquilo, volante dos mais talentosos, habilidosos e com qualidade de passe que já vi. Nada de cabeça baixa. Temos é que dar força para os jogadores que demonstram muita vontade’, indicou o camisa 1 são-paulino.