Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

São Paulo confirma o retorno de Ganso à Vila no domingo

Ney Franco escala ex-santista no clássico e diz que o jogador está preparado

“Não sei se vai ser uma recepção positiva ou negativa. Só espero que eles torçam para o Santos e eu possa encontrar o Neymar e vencê-lo, embora saiba que seja muito difícil pará-lo”, disse o jogador

O São Paulo terá Paulo Henrique Ganso em campo no clássico contra o Santos, no domingo. Será a primeira visita do jogador desde sua tumultuada saída da equipe do litoral. O técnico Ney Franco avisou nesta sexta-feira que o camisa 8 será titular na Vila Belmiro, pela quinta rodada do Campeonato Paulista, e acredita que ele está preparado para o desafio. “O Ganso vai entrar jogando, será ele e mais dez em campo. A conversa com ele é objetiva, sem ficar floreando muito. Ele está preparado física, técnica e mentalmente para o jogo.” Será o terceiro jogo do meia como titular em 2013. Nos outros dois confrontos, contra Mirassol e Atlético Sorocaba, ele não brilhou e teve atuações discretas, apesar de ter marcado seu primeiro gol com a camisa do São Paulo no último fim de semana. A expectativa agora é a de que ele possa enfim deslanchar e começar a apresentar o futebol que fez a diretoria do clube paulistano gastar quase 24 milhões de reais para tirá-lo do Santos.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

O reencontro com o ex-clube tem sido tratado com naturalidade pelo meia. Apesar da expectativa ser por uma recepção hostil na Vila Belmiro, de onde ele saiu sob as acusações de ser “mercenário”, Ganso espera um ambiente relativamente tranquilo e se diz ansioso pelo reencontro com o amigo Neymar. “Não sei se vai ser uma recepção positiva ou negativa. Só espero que eles torçam para o Santos e eu possa encontrar o Neymar e vencê-lo, embora saiba que seja muito difícil pará-lo. Mas quero dar um abraço nele”, explicou. Ainda sobre o antigo companheiro, Ganso revelou uma aposta com o craque santista: quem perder o jogo precisará pagar um jantar para o outro. O agora são-paulino espera terminar a semana com a conta paga pelo amigo. “O Neymar é um irmão que tenho e vou levar para a vida toda. Espero que ele pague essa aposta e a gente possa vencer. Fico muito feliz porque só tenho coisas boas para falar dele”. Neymar chegou a pedir à torcida santista que evite vaiar o ex-ídolo do clube.

(Com Estadão Conteúdo)