Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

São Paulo confia em virada no Morumbi para alcançar final

Time do técnico Muricy só avança vencendo. Kardec e Pato estão confirmados

Por Da Redação 26 nov 2014, 07h14

“Pelo elenco que temos, nós mesmos cobramos a conquista do título. Apenas estar na Libertadores, para nós, não basta”, diz Rafael Toloi

A Copa Sul-Americana costuma ser deixada em segundo plano por muitas equipes brasileiras, mas o São Paulo está valorizando bastante a competição, que pode acabar salvando uma temporada marcada pela falta de regularidade da equipe. Nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), diante do Atlético Nacional, da Colômbia, no Estádio do Morumbi, o time do técnico Muricy Ramalho terá de reverter o placar de 1 a 0 sofrido em Medellín para alcançar a final do torneio. Para deixar claro que a competição passou a ser prioridade, até o presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, esteve no treino de terça e posou para fotos com o time vencedor do rachão. O técnico Muricy Ramalho conseguiu dar descanso a quase todos os titulares no clássico contra o Santos, no último domingo, e aposta todas as fichas na partida desta quarta.

Leia também:

Libertadores 2015 tem nove campeões com vaga garantida

Camisa de ‘despedida’ de Rogério Ceni vaza na internet

Continua após a publicidade

Irritado com gafe, Rogério Ceni dispara contra patrocinador No 1º jogo, São Paulo cai na Colômbia: 1 a 0 em Medellín

Os próprios atletas reconhecem que garantir vaga para a próxima edição da Libertadores, conquistada antecipadamente no Campeonato Brasileiro, é pouco para um grupo recheado de estrelas como Kaká, Paulo Henrique Ganso, Alexandre Pato, Luis Fabiano e Rogério Ceni. “Pelo elenco que temos, nós mesmos cobramos a conquista do título. Apenas estar na Libertadores, para nós, não basta. Vamos jogar com inteligência, sabedoria e muita raça”, avisou o zagueiro Rafael Toloi. O defensor lembra a definição do título do Cruzeiro no Brasileirão deixa o time concentrado exclusivamente na Copa Sul-Americana. “Queríamos vencer o Campeonato Brasileiro, mas o outro objetivo foi alcançado, que era a vaga na Libertadores. Acho que por tudo que fizemos, a gente merece coroar o ano com o título. Vamos brigar muito para chegar à final.”

Dúvida – Para o duelo decisivo, Muricy poderá contar com Alexandre Pato e Alan Kardec, recuperados de lesões. Eles treinaram normalmente na terça e ficarão à disposição do técnico. O mais provável é que apenas Kardec seja titular, com Pato ficando no banco de reservas. Já o volante Souza não treinou, por causa de uma indisposição estomacal, mas não deve ser problema para a partida decisiva. A principal dúvida do treinador é em relação à lateral esquerda. O titular, Álvaro Pereira, não começou jogando na partida na Colômbia porque no dia anterior havia atuado pelo Uruguai e não foi titular diante do Santos. Quem disputa a vaga com ele é Michel Bastos. O ex-lateral da seleção vem tendo boas atuações quando entra, mas costuma render melhor do meio para frente.

Muricy contará ainda com a liderança do goleiro Rogério Ceni, que vai para mais uma partida decisiva na carreira e espera que uma vitória por pelo menos dois gols de diferença adie sua aposentadoria em jogos internacionais (isso caso ele realmente pendure as luvas, é claro). Para Toloi, se o time não tomar gol será meio caminho andado. “Jogar contra equipes sul-americanas é sempre muito difícil. Tem a questão do gol fora, mas vamos entrar focados e buscar a vaga”, explicou, lembrando que um gol do Atlético pode complicar bastante a missão da equipe. Além de Rogério, atletas como Ganso e Kaká podem fazer a diferença. “A gente fica mais confiante com os jogadores que temos no elenco. São atletas de muita qualidade, de muitos títulos, e que servem de exemplo para nós. O Kaká já foi o melhor do mundo e sempre é um dos primeiros a chegar ao treino”, elogiou Toloi.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade