Clique e assine a partir de 9,90/mês

São Paulo anuncia Rogério Ceni como novo técnico

O ex-goleiro, ídolo e eterno capitão do São Paulo volta ao Morumbi para comandar a equipe do banco de reservas na temporada de 2017

Por Da redação - Atualizado em 24 nov 2016, 15h41 - Publicado em 24 nov 2016, 13h48

O São Paulo anunciou nesta quinta-feira o ex-goleiro e ídolo Rogério Ceni como o novo técnico da equipe, um dia após a demissão de Ricardo Gomes. O clube do Morumbi postou um vídeo enigmático no Twitter, no qual o nome de Ceni nem é citado, porém o número 1 – camisa eternizada por ele durante 25 anos atuando pelo clube – faz claramente referência ao ex-goleiro, que assumirá o time na próxima temporada. Além disso, a trilha sonora do anúncio é Hells Bells, da banda australiana AC/DC, – música que a partir de um certo momento começou a tocar na entrada do elenco do São Paulo, no Morumbi, a pedido de Rogério Ceni.

Continua após a publicidade

Aposentado desde dezembro do ano passado, Rogério Ceni foi a primeira opção da diretoria após a decisão da saída de Ricardo Gomes.  O ex-goleiro nunca escondeu a vontade de virar treinador, e quase um ano depois isso aconteceu com o retorno ao seu clube de coração aos 43 anos. São dois anos de contrato, portanto até o fim de 2018, e o primeiro compromisso de Ceni, agora comandando o São Paulo do banco de reservas, será a Florida Cup, torneio amistoso que será realizado nos Estados Unidos em janeiro.

Ao site do clube, Rogério Ceni se pronunciou sobre sua volta: “O grande segredo do futebol é administrar pessoas e se relacionar bem com seus jogadores. São eles que podem fazer diferença. Eu quero que eles vejam futebol da maneira como eu via quando jogava, eu quero um time vencedor, que tenha uma mentalidade vencedora”, disse o ex-jogador.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, justificou a decisão de chamar um dos maiores ídolos do São Paulo para treinar o time em 2017: “Rogério Ceni sempre foi um protagonista. Nos últimos 12 meses, mostrou ambição em se qualificar para uma nova função no futebol, estudou com os melhores do mundo, e nos convenceu ao apresentar um projeto consistente e contemporâneo de futebol para o São Paulo”. 

Preparação – Depois de pendurar as chuteiras e luvas, Rogério se dedicou aos estudos: ele realizou um curso da Federação Inglesa de Futebol (FA), em Londres, e acompanhou o trabalho de alguns técnicos renomados na Europa, como Pep Guardiola, Jürgen Klopp, Jorge Sampaoli, e Carlo Ancelotti.

Continua após a publicidade

Carreira – Nascido em Pato Branco, no Paraná, Rogério começou sua vida no futebol no Mato Grosso, jogando pelo modesto Sinop, em 1990, quando tinha 17 anos. No mesmo ano chegou ao São Paulo e nunca mais saiu: foram 1.237 jogos pelo São Paulo e 131 gols marcados, entre cobranças de falta e pênalti. Entre seus títulos pelo São Paulo destacam-se três Campeonatos Brasileiros (2006, 2007 e 2008), duas Libertadores e dois Mundiais (1993 e 2005).

 

Publicidade