Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

São Caetano cala o Barradão, vira sobre o Vitória no fim e respira

Por Da Redação 19 nov 2011, 18h03

Com o estádio Barradão lotado por mais de 38 mil torcedores (cerca de 34 mil pagantes), recorde neste Campeonato Brasileiro da Série B, o Vitória vencia o São Caetano até os 43 minutos do segundo tempo, mas sofreu a virada no placar, perdeu por 2 a 1 e desperdiçou a chance de ingressar no G-4.

Os gols da partida foram marcados por Jean, para o Vitória, e Antônio Flávio e Geovane, para o São Caetano. Com o resultado o Azulão foi aos 48 pontos e deixou a zona de rebaixamento, enquanto o Vitória se manteve atrás do Bragantino e foi ultrapassado pelo Sport, caindo para a sextqa colocação.

Na última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, no próximo sábado, às 17 horas (de Brasília), o Vitória vai enfrentar o ASA fora de casa, enquanto o São Caetano encara o Criciúma no Estádio Anacleto Campanella.

O jogo – O São Caetano iniciou a partida tentando aproveitar os contra-ataques fornecidos pelo Vitória. Logo nos primeiros minutos, a equipe conseguiu duas boas escapadas pela esquerda. Na melhor delas, Antônio Flávio cortou o marcador, mas pegou muito embaixo na bola.

Empurrado pela torcida, o Vitória se acertou na defesa e conseguiu o gol logo na primeira oportunidade que teve. Após cruzamento de Xuxa, Fernandinho ajeitou de cabeça, Fábio Santos pegou mal na bola e o zagueiro Jean, em posição legal dentro da pequena área, apareceu para abrir o placar no Barradão.

Continua após a publicidade

O gol animou a equipe da casa, que podia ter aumentado sua vantagem logo em seguida, se a arbitragem não tivesse falhado feio. Em jogada pela esquerda, Fábio Santos chutou cruzado, o goleiro Luiz deu um leve desvio e a bola sobrou livre para Xuxa marcar. A arbitragem, porém, se equivocou ao assinalar o impedimento e anular a jogada.

No decorrer do primeiro tempo as chances de gol diminuíram e o lance mais emocionante foi mais um gol anulado. Após cruzamento para a área, Domingos cabeceou para o fundo das redes, mas o juiz Célio Amorim anulou corretamente o lance, já que o zagueiro estava impedido.

Na volta para o segundo tempo o São Caetano apelou para a superstição e trocou a camisa branca pela azul. O artifício não trouxe resultado imediato, já que o Vitória seguiu criando boas chances para ampliar a vantagem.

A partir dos 30 minutos, porém, o desesperado São Caetano passou a pressionar em busca do gol de empate. Após muito insistir, o Azulão atingiu o seu objetivo aos 43 minutos, quando Antônio Flávio cabeceou quase da entrada da área e deixou tudo igual no Barradão.

Aos 48 minutos, quando boa parte dos torcedores do Vitória deixava o Barradão, Geovane bateu de fora da área no canto direito e aumentou a frustração do time baiano, que viu as suas chances de acesso se tornarem muito reduzidas.

Continua após a publicidade

Publicidade