Clique e assine com até 92% de desconto

Santos goleia por 5 a 0 e pegará Mogi Mirim nas quartas

Por Da Redação 15 abr 2012, 18h10

Por AE

São Paulo – O Santos não teve dificuldades para golear o Catanduvense por 5 a 0, neste domingo, na Vila Belmiro, e dar um presente ao seu torcedor que fosse digno dos 100 anos de história do clube, completados no último sábado com uma grande festa justamente no estádio que foi eternizado, principalmente, por Pelé.

O resultado assegurou ao time comandado por Muricy Ramalho a terceira colocação do Campeonato Paulista, com 39 pontos, e com isso assegurou a vantagem de jogar em casanas quartas de final da competição. O seu adversário nesta fase será o Mogi Mirim, sexto colocado, no próximo final de semana.

Já o Catanduvense, que já entrou em campo rebaixado, apenas serviu como figurante do final de semana de festividades do Santos e encerrou o Paulistão na penúltima posição, com 13 pontos.

O JOGO – O jogo deste domingo começou a mostrar que seria um baile do Santos logo aos 40 segundos, quando Arouca fez boa jogada pelo meio e chutou de fora da área para exigir a primeira defesa do goleiro Fillipi.

Sem pressa, o time santista envolvia o adversário com tranquilidade e abriu o placar aos 23 minutos. Pouco depois de Borges desperdiçar ótima oportunidade, o primeiro gol veio por meio de uma pintura do ataque. Elano lançou com precisão, Neymar escorou de cabeça e Ganso, com lindo toque de cobertura, encobriu o goleiro.

Em seguida, o lesionado Fucile saiu para a entrada de Adriano, mas em nada a baixa inesperada atrapalhou o Santos, que seguia imperando e ampliou aos 32. Inspirado nos passes, Elano lançou da direita para Neymar, que deu belo drible no zagueiro e cruzou para Borges fechar no primeiro pau e tocar para as redes.

Aos 38, Neymar começou a mostrar sua genialidade ao quase marcar de bicicleta, obrigando Fillipi a trabalhar de novo. E, no finalzinho da primeira etapa, Ganso desperdiçou outra bela oportunidade ao tentar driblar o goleiro e perder o ângulo.

“Confesso para você que para mim é como se fosse a primeira partida. Tenho certeza de que daqui em diante tudo vai ser melhor para mim”, disse Elano, que ganhou no chance no time titular, no intervalo. E, logo na volta para o segundo tempo, aos 5 minutos, ele presenteou Borges com novo belo passe e viu o atacante quase marcar.

Aos 18 minutos, o mesmo Elano desperdiçou ótima oportunidade ao receber passe preciso no lado direito da área e chutar à direita do goleiro. No mesmo minuto, porém, o Santos fez 3 a 0. Henrique recebeu pela direita e cruzou para Neymar fechar pelo meio e bater de primeira para as redes.

E, em ritmo de atropelamento, o Santos fez o quarto já aos 25 minutos. Borges invadiu pelo meio e deu passe na direita da área para Ganso, que tocou com categoria no canto direito baixo do goleiro, com a calma de quem parecia estar disputando um rachão no CT Rei Pelé.

Continua após a publicidade

Com muita superioridade em relação ao rival, o Santos decretou o 5 a 0 aos 38 minutos. Ganso, vivendo grande atuação, deu lindo lançamento para Neymar, que invadiu a área e, mesmo na cara do gol para finalizar, preferiu servir Borges, que vinha de trás e tocou para as redes com o goleiro já batido no lance.

No fim, o endiabrado Neymar ainda provocou a expulsão de Jefferson após arriscar mais um de seus dribles insinuantes e tomar uma pancada do rival, que havia entrado na equipe já no segundo tempo no lugar do volante Du. Pouco antes disso, o craque havia enfileirado rivais e perdido grande chance de marcar, mas o placar de 5 a 0 já estava de bom tamanho para abrilhantar e fazer jus ao final de semana do centenário santista.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 5 X 0 CATANDUVENSE

SANTOS – Rafael; Fucile (Adriano), Edu Dracena, Durval e Juan (Léo); Arouca (Ibson), Henrique, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges. Técnico: Muricy Ramalho.

CATANDUVENSE – Fillipi; Douglas, Cleber, Ednei e Anderson Paim; Du (Jefferson), Ricardo Oliveira, Washington (Dairo), Alex Willian e Samuel; Luís Mário (Morelândia). Técnico: Roberval Davino.

GOLS: Paulo Henrique Ganso, aos 23, e Borges, aos 32 do primeiro tempo; Neymar, aos 18, Ganso, aos 25, e Borges, aos 38 do segundo.

JUIZ: Márcio Henrique de Gois.

CARTÕES AMARELOS – Elano e Juan (Santos); Du, Luís Mário e Morelândia (Catanduvense).

CARTÃO VERMELHO: Jefferson.

PÚBLICO E RENDA: Indisponíveis.

LOCAL: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Continua após a publicidade
Publicidade