Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santos goleia Atlético-PR com quatro gols de Neymar

Em dia inspirado, Neymar marcou todos os gols da vitória do Santos sobre o Atlético-PR por 4 a 1 – e ainda teve um gol anulado. Com o resultado, o Santos vai a 45 pontos e fica em posição tranquila o suficiente no Brasileirão para só pensar no Mundial de Clubes, em dezembro. Já o Atlético-PR, com 31 pontos, corre o risco de ser ultrapassado pelo Avaí, penúltimo colocado, que tem 29 e enfrenta o Corinthians, neste domingo, no mesmo Pacaembu.

O Santos não pode contar mais uma vez com Muricy Ramalho no comando, pois o treinador segue em tratamento de uma hérnia de disco. O auxiliar Tata comandou o time e escalou Alan Kardec, Neymar e Rentería no ataque.

O show de Neymar começou logo no primeiro minuto, com um belo passe para Rentería no lado esquerdo do ataque. O atacante chutou cruzado, Renan defendeu parcialmente, Neymar pegou o rebote e sofreu pênalti, que ele próprio cobrou no canto esquerdo, sem chance para o goleiro.

Após minutos iniciais movimentados, os dois times passaram a sofrer para criar boas jogadas, e o Santos só voltou a aparecer com perigo no ataque aos 23 minutos, quando Neymar teve ótima chance de finalizar ao receber no lado direito da área, mas demorou e acabou abafado pela zaga atleticana.

No minuto seguinte, o mesmo Neymar chegou a marcar após Renan dar rebote em cabeçada de Rentería, mas o colombiano estava impedido no lance. E, neste mesmo minuto, o Atlético-PR por pouco não empatou. Após fazer boa jogada pela direita, Paulo Baier cruzou e Nieto, na pequena área, tocou por cima do gol. Com o Atlético-PR pouco efetivo no ataque, Antônio Lopes resolveu sacar o volante Wendel Santos e colocar o meia Marcinho, para auxiliar Paulo Baier na armação de jogadas.

No segundo tempo, Paulo Baier surpreendeu o Santos e empatou a partida aos 6 minutos. Três minutos depois, Neymar voltou a brilhar e desempatou com um chute rasteiro no lado esquerdo do gol atleticano. Aos 11 minutos, o atacante ampliou, aproveitando a falha de Manoel. E aos 24, selou a placar com uma bela jogada pela esquerda: 4 a 1.

(com Gazeta Press)