Clique e assine a partir de 8,90/mês

Santos elimina São Paulo e encara Palmeiras na final

O time alvinegro venceu a partida por 2 a 1 na Vila Belmiro. Geuvânio e Ricardo Oliveira marcaram para o Peixe; Luís Fabiano descontou para o tricolor paulista

Por Da Redação - 19 abr 2015, 20h49

O Santos esteve na final nas últimas seis edições do Campeonato Paulista e estará também em 2015. No início da noite deste domingo, a equipe derrotou o São Paulo por 2 a 1, na Vila Belmiro. Geuvânio e Ricardo Oliveira marcaram para o time da casa. No final, Luis Fabiano descontou. Desta vez, o adversário na decisão será o Palmeiras, que mais cedo eliminou o Corinthians nos pênaltis. A primeira partida da final deverá ser confirmada para o próximo domingo, no Palestra Itália. Uma semana depois, o Santos decidirá o título como mandante, tentando ser campeão novamente, o que não ocorre desde 2012. Nas decisões de 2013 e 2014, o time litorâneo amargou o vice-campeonato. Já o São Paulo, eliminado antes da decisão da competição estadual pela nona vez consecutiva (sendo quatro delas justamente para o Santos), volta suas atenções para a Copa Libertadores. Na quarta-feira, faz jogo decisivo contra o Corinthians, no Morumbi, em busca de vaga nas oitavas de final do torneio continental.

Neste domingo, o Santos praticamente começou o jogo com uma baixa. Logo aos três minutos, Valencia sentiu o joelho e deu lugar a Lucas Otávio. Alteração que não faria diferença alguma na estrutura tática da equipe, muito veloz nos contragolpes iniciados por Lucas Lima, que servia o trio formado por Robinho, Geuvânio e Ricardo Oliveira. A primeira boa chance saiu aos 13 minutos, depois que Michel Bastos encontrou Paulo Henrique Ganso dentro da área, e o meia (muito vaiado pela torcida de seu ex-clube, como é costume quando retorna à Vila Belmiro) atrasou para Denilson emendar de primeira, à direita do gol de Vladimir. O Santos respondeu três minutos depois, em jogada individual de Robinho, que invadiu a área pedalando e finalizou para ótima defesa de Rogério Ceni. No lance seguinte, Wesley (igualmente vaiado pelos santistas) recebeu chance de bater a gol, mas teve o chute travado pela zaga.

Leia também

Palmeiras bate Corinthians nos pênaltis e elimina rival

No Mineirão, Atlético-MG vira sobre o Cruzeiro e se classifica para final

Vasco vence Flamengo com pênalti duvidoso e vai à final do Carioca

Depois disso, praticamente todo o primeiro tempo foi do Santos, sob a liderança de Robinho e na velocidade de Geuvânio pelo lado esquerdo da defesa são-paulina. O gol não demorou muito mais para sair. Aos 35 minutos, Geuvânio disparou da intermediária defensiva em direção à entrada da área ofensiva. Até lá, passou entre Carlinhos e Denilson no meio-campo, deixou Lucão para trás e escapou também de um carrinho de Paulo Miranda antes de finalizar de perna esquerda, no canto direito de Rogério Ceni.

Aos 30 minutos do segundo tempo, Cicinho avançou pela meia esquerda e, na saída de Rogério Ceni, tocou para Ricardo Oliveira empurrar à rede, ampliar a vantagem e deixar a torcida confiante para gritar “olé” e cantar a classificação. Havia tempo suficiente, entretanto, para um susto. Aos 43 minutos, servido por Alexandre Pato, Luis Fabiano diminuiu a diferença e deu novo ânimo para o São Paulo. O Santos tratou de gastar o maior tempo possível com a bola nos pés e assegurou a vaga diante da apreensão na arquibancada.

(Com Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade