Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santos busca a vitória para seguir na luta pelo título

Por Sanches Filho

Santos – O Santos precisa da vitória contra o Grêmio, nesta quarta-feira, às 20h30, no estádio Olímpico, em Porto Alegre, se quiser continuar vivo no Campeonato Brasileiro. O jogo é pela 11.ª rodada, o penúltimo dos remarcados em razão da Copa Libertadores da América e das convocações de Neymar, Elano, Paulo Henrique Ganso e Danilo à seleção. Com a ausência de Neymar (vai participar do amistoso do Brasil contra a Costa Rica), o técnico Muricy Ramalho tanto poderá fortalecer o meio de campo, com a escalação de Adriano para ajudar Arouca e Henrique na proteção à defesa, como também optar pela entrada de Rentería desde o início para formar o trio ofensivo com Alan Kardec e Borges.

Os dois jogos atrasados – o desta quarta e o contra o Botafogo, no próximo dia 19, na Vila Belmiro – são a última esperança santista de ainda brigar pelo título nacional. E com razão. Com a vitória, o time passará a somar 38 pontos e subirá quatro posições na tabela de classificação, saindo do 13.º para o 9.º lugar. E caso consiga também os três pontos diante do Botafogo, seria o 7.º com 41, distante apenas nove pontos do líder Vasco, quando estiver com o mesmo número de partidas disputadas que os concorrentes.

Após a derrota contra o Fluminense, no sábado passado, em Volta Redonda (RJ), Muricy Ramalho falou rapidamente com os jornalistas ainda no campo, repetindo que o Santos continua na luta pelo título. Ele também elogiou a atuação do time, destacando o elevado número de chances criadas, mas, depois de dois resultados negativos seguidos (o primeiro foi diante do Figueirense, também por 3 a 2, na Vila Belmiro) e seis gols sofridos, ele deve voltar ao esquema 4-4-2 para deixar a equipe mais equilibrada.

O que mais preocupa o treinador santista é que depois de uma arrancada de oito jogos sem perder – seis vitórias e dois empates -, o time voltou a oscilar, a pouco mais dois meses do Mundial de Clubes da Fifa, no Japão. É provável que ele se renda às críticas ao comportamento do meio de campo sem um cabeça de área, confirme o retorno de Adriano e aposte na dupla Borges-Rentería para chegar ao gol.

A escalação de Arouca chegou a estar ameaçada em razão da cirurgia de estômago a que a sua filha Valentina, de 10 meses, foi submetida na noite da última segunda. Mas como a operação foi bem-sucedida, o volante treinou nesta terça e em seguida viajou com a delegação para Porto Alegre.