Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santos aposta na defesa pela 2.ª vitória no Brasileirão

Por Sanches Filho

Santos – O Santos acredita na consistência do seu bloco defensivo para neutralizar a força ofensiva do vice-líder Vasco e tentar a segunda vitória no Campeonato Brasileiro, neste sábado, às 18h30, em São Januário, pela 11.ª rodada, explorando o contra-ataque. A única mudança no time será Bruno Rodrigo no lugar de Edu Dracena, que sofreu ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e será operado neste sábado, em São Paulo.

“Nada de empate. Vamos jogar para ganhar”, decretou Muricy Ramalho nesta sexta-feira. Com a equipe pronta do meio de campo para trás e sem opções para o ataque, o técnico nem deu o treino tático da véspera de jogo com receio de perder mais jogadores por contusão. Apesar do fraco desempenho e de não tem feito gols nos dois últimos jogos, Dimba e Miralles formarão a dupla de ataque.

Muricy Ramalho não dá importância à pressão de fora para dentro para escalar Victor Andrade. No jogo contra o Botafogo, na quarta passada, o garoto voltou a demonstrar personalidade e criou um dos melhores lances de gol do time embora só tivesse entrado nos 10 minutos finais. Para o treinador, a nova promessa santista ainda não está pronta para começar como titular um jogo importante.

“Precisamos ter calma. Victor Andrade tem que ir entrando aos poucos, faltando 10 minutos, para ir melhorando e se acostumando. O garoto ainda tem defeitos e vai chegar o momento dele”, justificou Muricy Ramalho. Até Pelé, que assistiu do seu camarote na Vila Belmiro à fraca atuação do time no 0 a 0 contra o Botafogo, cutucou o treinador. O Rei disse que com as ausências de Neymar e Paulo Henrique Ganso é preciso organizar o time e “lembrou” que sempre que enfrentou dificuldades como no momento, o Santos se socorreu de jogadores da base.

Muricy Ramalho afirma que seria errado da sua parte jogar sobre um menino de 16 anos a responsabilidade substituir jogadores prontos e de seleção. “Já vi forçarem a barra com muitos jogadores como Victor e o resultado e que eles ficaram pelo caminho. O menino vai jogar na hora que estiver pronto e agora ainda não está”. A discussão ficará para trás porque, para a próxima rodada, o técnico já terá novos atacantes. Um deles será o ex-corintiano Bill, que vai assinar contrato na segunda.

Se Edu Dracena não tivesse sofrido a grave contusão, Léo descansaria no jogo deste sábado em razão da sua idade e do pouco tempo que teve para se recuperar do desgaste da partida de quarta. Mas, sem o capitão, a presença do veterano lateral-esquerdo é importante para dar confiança e cobrar os jogadores mais jovens, como Felipe Anderson e Dimba, que vão iniciar como titulares e outros que devem entrar na etapa final.

Mesmo assim, Muricy Ramalho deixou para tomar a decisão pouco antes do jogo. “Léo jogou muito contra o Botafogo e o meu critério é manter no time jogador que entra e vai bem. Mas no caso de Léo é preciso levar em consideração o lado físico. Mas se ele estiver se sentindo bem vai para jogo”. Se Léo não jogar, entra Juan, que cumpriu suspensão diante do Botafogo.