Clique e assine com 88% de desconto

Santistas aprovam atuação de time reserva no clássico

Por Da Redação - 10 jun 2012, 21h25

Por AE

São Paulo – Apesar da derrota, o Santos fez uma análise muito positiva da partida deste domingo, no estádio do Morumbi. Os jogadores e o técnico Muricy Ramalho ressaltaram que mesmo a equipe remendada e repleta de reservas ofereceu muitas dificuldades ao time titular do São Paulo.

O Santos criou inúmeras chances no segundo tempo e por pouco não chegou ao empate em diversos lances. “O time deu uma ‘vacilidada’ no começo do jogo, mas foi bem e criou mais do que o São Paulo”, analisou Ewerthon Páscoa, que lamentou a desatenção do time nos primeiros minutos.

A mesma análise fez o técnico. Muricy Ramalho elogiou o empenho e a dedicação dos jogadores e disse após o jogo que o lance do gol tricolor só se concretizou porque o time santista pecou pelo desentrosamento. “Nosso time incomodou, mesmo com o São Paulo estando completo e nós estávamos bastante mexidos e desentrosados”, disse o treinador. “No vestiário dei parabéns para o time porque eles enfrentaram de igual para igual um São Paulo titular e tiveram chance de empatar diversas vezes”, completou.

Publicidade

O principal nome do ataque santista, Allan Kardec, também lamentou a falta de entrosamento, mas elogiou a dedicação e o empenho dos companheiros. “Faltou pouco para empatar. Não tivemos felicidade nas finalizações. Mas temos que destacar que o pessoal correu e se dedicou”, disse.

Publicidade