Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sanchez repete Bombonera e escolhe ver final com torcida comum

Antecessor de Mário Gobbi no cargo de presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, atual diretor de seleções da CBF, escolheu ver a final da Copa Libertadores diante do Boca Juniors entre os torcedores comuns no Pacaembu na noite desta quarta-feira, o que já havia feito na primeira partida, disputada na Argentina.

O ex-presidente do clube chegou ao seu lugar no setor de cadeiras numeradas pontualmente às 20h19 (de Brasília). No caminho, Andrés Sanchez posou para fotos ao lado de alguns torcedores enquanto caminhava pela pista que circunda o gramado e, ao subir as escadas, respondeu a várias saudações.

Desta forma, Sanchez mantém a conduta adotada para ver o primeiro jogo da decisão da Copa Libertadores, realizado há uma semana na Bombonera. No estádio do Boca Juniors, o ex-presidente, aliado de Gobbi, preferiu acompanhar o duelo no setor reservado aos torcedores comuns ao invés de ficar nas tribunas.

Na gestão de Sanchez, de 2007 a 2011, o Corinthians deixou a Série B do Campeonato Brasileiro e voltou a conquistar títulos na elite, além de contratar o atacante Ronaldo. No entanto, o clube não conseguiu conquistar a sonhada Copa Libertadores e amargou a derrota para o Tolima.

No primeiro jogo da decisão do torneio continental, Corinthians e Boca Juniors empataram por 1 a 1. Em caso de nova igualdade no confronto decisivo, marcado para as 21h50 desta quarta-feira, o título será decidido na prorrogação e, se o empate permanecer, nos pênaltis.