Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

San José quer amistoso com Corinthians. Para ajudar família de garoto morto

Por Da Redação 2 mar 2013, 13h31

A diretoria do San José quer levar o Corinthians de volta à Bolívia e negocia um amistoso no país, provavelmente em junho, durante a paralisação do Campeonato Brasileiro para a Copa das Confederações (de 15 a 30 de junho). O objetivo é arrecadar fundos para a família do garoto Kevin Espada, de 14 anos, morto durante a partida entre as duas equipes pela primeira rodada da Libertadores, em Oruro, na Bolívia. “O jogo pode ser no mesmo lugar ou em Cochabamba, já que o Kevin era de lá. Em abril, iremos ao Brasil para a última partida da fase de grupos contra o Corinthians e esperamos acertar a situação desse amistoso”, disse o presidente do San José, Freddy Fernández.

Leia também:

Jogos e preces: a vida dos corintianos presos na Bolívia

Liminar suspende patrocínio da Caixa ao Corinthians

Segundo o dirigente, o clube analisa até a possibilidade de abrir mão de jogar a Copa Center, torneio amistoso disputado em junho como preparação para o retorno do Campeonato Boliviano, só para receber o Corinthians. O calendário no Brasil prevê a paralisação do Nacional entre os dias 9 de junho e 7 de julho por causa da Copa das Confederações.

Leia também:

Corinthians adota a causa certa, mas erra no tom e no timing

Continua após a publicidade

Na Bolívia, a confissão do menor corintiano não convence

‘Minha vida acabou’, diz menor que assumirá disparo na Bolívia

A morte do garoto Kevin provocou uma onda de solidariedade no futebol boliviano. Na quinta-feira, os clubes Aurora e Bolívar doaram 16.000 bolivianos (4.500 reais) e 26.500 bolivianos (7.500 reais), respectivamente, para Limbert Beltrán, pai do garoto.

Sem consulta – O Corinthians alega que não foi procurado por ninguém do San Jose, mas não descarta a realização da partida. Se um pedido por feito oficialmente ao presidente Mário Gobbi será analisado.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga Veja Esporte no Twitter

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade