Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sampaoli pede R$ 100 mi em reunião tensa e permanência no Santos é incerta

"Talvez", respondeu o treinador argentino, que interessa ao Palmeiras, ao ser questionado por torcedores se continuará no clube praiano

Por Gazeta Press - Atualizado em 10 dez 2019, 13h24 - Publicado em 9 dez 2019, 16h42

Jorge Sampaoli participou de longa e tensa reunião com o presidente do Santos, José Carlos Peres, durante a manhã desta segunda-feira, 9. Na saída do encontro, realizado no CT Rei Pelé, o treinador argentino evitou a imprensa e, questionado pelos “meninos da árvore”, como são conhecidas as crianças que assistem aos treinos e com quem mantém boa relação, se ficará no Santos, respondeu “talvez”. Interessado em Sampaoli, o rival Palmeiras monitora a situação.

Sampaoli apresentou seu projeto esportivo à diretoria santista e estimou em cerca de 100 milhões de reais o investimento necessário para montar um elenco capaz de brigar pelo título da Copa Libertadores. A princípio, há grande diferença no que o clube pode oferecer, e Peres planeja conversar sobre o assunto com o Comitê de Gestão.

José Carlos Peres e Jorge Sampaoli foram à reunião acompanhados por seus respectivos advogados. Para proporcionar o máximo de privacidade, o Santos fechou a recepção no hotel do CT e os demais funcionários, sem poder entrar, ficaram espalhados pelo clube.

Vinculado ao Santos até o fim de 2020, Sampaoli tem certo grau de desconfiança em torno das possibilidades do clube para a próxima temporada. O contrato prevê multa rescisória até o final do ano e a tendência é que o treinador argentino defina seu destino com calma.

Interessado em contratar Sampaoli, o Palmeiras espera pelo resultado da negociação entre o treinador e o Santos. O argentino costuma definir seus contratos pessoalmente e, portanto, um desfecho positivo das tratativas com o clube alviverde dependeria de um encontro “olhos nos olhos”.

Continua após a publicidade
Publicidade