Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Salvo por Lucas, Luis Fabiano leva cartão e bronca

Por Da Redação 12 nov 2011, 23h32

Luis Fabiano não pôde só fazer festa com seus dois gols na vitória sobre o Avaí. Nos sete minutos que separaram as duas bolas que colocou nas redes, o ídolo do São Paulo recebeu um cartão amarelo por reclamação que fez Emerson Leão lhe dar bronca mesmo na comemoração de um dos tentos. O astro já está suspenso para enfrentar o Atlético-PR na quarta. E a expulsão não veio neste sábado graças a Lucas.

Na comemoração de seu primeiro gol, Luis Fabiano já puxava a ponta de sua camisa quando Lucas correu para impedir que ele a tirasse, o que lhe renderia um amarelo. O cartão veio quando o camisa 9 foi à defesa e, ao reclamar de um agarrão, cometeu falta técnica. Não à toa, Leão foi ao seu ouvido na celebração do segundo gol para dizer: ‘Você tomou o amarelo. E eu te avisei.’

‘Foi uma bobeira tremenda. Eu tinha que ter pensado antes. Acabei me deixando levar pelo lance porque acredito que foi falta, mas não é motivo para reclamar. Fiquei muito chateado’, lamentou o atacante, que não diminuiu a irritação do comandante mesmo admitindo o erro.’Ele me tomou um amarelo por reclamação’, falou Leão em sua entrevista coletiva, balançando a cabeça e deixando a cara fechada. O técnico asorriu ironicamente ao ouvir que puxou a orelha do seu comandado. ‘Puxei foi o nariz dele. Não o deixei esquecer que errou e por isso tomou bronca mesmo no segundo gol’, contou.

‘O Luis Fabiano está um pouco irritado demais. Os erros e acertos dos árbitros não podem levar ao descontrole, ainda mais de alguém experiente como ele. Estamos conversando e compete a nós induzi-lo a fazer a coisa certa. Estamos tentando’, continuou o treinador.

Em sua defesa, Luis Fabiano fala em injustiça pela jogada que valeu seu terceiro amarelo. ‘Os árbitros precisam rever alguns lances. O adversário segurou a minha camisa na cara dele e ele deu falta para o adversário’, reclamou o jogador, dizendo que seu desabafo ao abrir o placar teve influência no destempero que gerou a advertência.

‘Minha intenção era de tirar a camisa para extravasar, mas o Lucas segurou naquele momento, não deixou e desisti para não levar o cartão. Na verdade, eu estava me segurando durante a partida. Aí recebi uma falta clara na sequência do gol, que foi um desabafo muito grande’, seguiu lamentando.

Continua após a publicidade
Publicidade