Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Salto que tenta romper velocidade do som em queda livre é adiado

Por Da Redação 10 out 2012, 18h04

O salto em queda livre da altura de 36.500 metros, que será executado pelo austríaco Felix Baumgartner, foi adiado na terça-feira por causa de fortes ventos e só deve acontecer no domingo, quando o tempo na cidade de Roswell, nos Estados Unidos, melhorar. As informações foram confirmadas pelo meteorologista chefe da missão, Don Day: “Infelizmente, na quinta-feira teremos mais vento e a missão não vai acontecer.” Baumgartner quer se tornar o primeiro a romper a velocidade do som sem ajuda mecânica, ao saltar desde a estratosfera com um paraquedas.

A velocidade do som varia conforme as condições de altitude e temperatura. Ao nível do mar, é estimada em 1.220 quilômetros por hora. Da altura do salto, o som viaja mais lentamente por causa do frio. mesmo assim, a estimativa é que ele rompa a barreira do som a 1.100 quilômetros por hora, a 30.500 metros.

Leia também:

Leia também: Queda livre a 36 quilômetros de altitude

“Durante o final de semana ou no princípio da próxima semana, o tempo deve melhorar e teremos uma nova oportunidade”, disse Day, o especialista que supervisiona o clima para que a decolagem do balão de hélio que levará Baumgarnter a 36.500 metros sobre a Terra possa acontecer. O canal que divulga o projeto do salto chegou a veicular que a próxima tentativa será realizada no domingo.

Na terça-feira, o austríaco de 43 anos já estava sentado na cápsula debaixo do balão, pronto para decolagem, quando uma forte rajada de vento interrompeu os preparativos e não permitiu que a missão fosse realizada.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade