Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Russos salvam a equipe Sauber. Mas não será de graça…

Em troca do investimento, empresários vão promover piloto de apenas 17 anos

O patrocínio será uma espécie de vitrine russa na Fórmula 1, e não só na parte esportiva

A Sauber continuará na Fórmula 1 em 2014. Depois de enfrentar graves apuros financeiros durante esta temporada – o time chegou ao ponto de atrasar o salário do piloto Nico Hulkenberg e dar calote nos fornecedores -, a equipe anunciou na manhã desta segunda-feira um acordo com três empresas russas, que prometem garantir a estabilidade financeira da escuderia não só neste ano, mas também nos próximos campeonatos. A equipe suíça terá o patrocínio de três instituições russas de estímulo aos negócios e à tecnologia. O apoio não sairá de graça, é claro. Em troca dos investimentos, a Sauber terá de participar ativamente da promoção do GP da Rússia, que estreia na F-1 no ano que vem 2014, além de desenvolver a carreira do jovem piloto Sergey Sirotkin. Ele tem apenas 17 anos e hoje compete numa categoria de acesso à Fórmula 1. Sirotkin poderá ser um dos titulares da Sauber já no ano que vem.

Leia também:

Depois de acidente em Nurburgring, os boxes não terão mais cinegrafistas

Vettel domina o GP da Alemanha e vence em casa pela primeira vez

Confira como está a classificação do Mundial e quais são os próximos GPs

“Estamos felizes em anunciar esse acordo, que inclui também a promoção da Fórmula 1 na Rússia e o desenvolvimento de soluções de alta tecnologia”, diz o comunicado da equipe, que corria sério risco de ficar de fora da F-1 no ano que vem. Além de conseguir fechar o orçamento necessário para continuar na categoria, a Sauber contará ainda com o trabalho de cientistas e engenheiros russos no desenvolvimento de seus carros. O patrocínio, portanto, será uma espécie de vitrine russa na Fórmula 1, e não só na parte esportiva. Um exemplo: o time suíço deverá utilizar tecnologias e até peças fabricadas no país de seus novos parceiros. “A equipe vai se beneficiar muito da grande capacidade dos cientistas e engenheiros russos. Nossa parceria vai mostrar as inovações russas na principal categoria do automobilismo mundial. Ao mesmo tempo, a Sauber terá uma base sólida pra aumentar sua competitividade a longo prazo”, completa a nota oficial da Sauber.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

A temporada de 2013
Equipe Pilotos
Red Bull Sebastian Vettel (Alemanha) Mark Webber (Austrália)
Ferrari Fernando Alonso (Espanha) Felipe Massa (Brasil)
McLaren Jenson Button (Grã-Bretanha) Sergio Perez (México)
Lotus Kimi Räikkönen (Finlândia) Romain Grosjean (França)
Mercedes Nico Rosberg (Alemanha) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha)
Sauber Nico Hulkenberg (Alemanha) Esteban Gutierrez (México)
Forca India Paul Di Resta (Grã-Bretanha) Adrian Sutil (Alemanha)
Williams Pastor Maldonado (Venezuela) Valtteri Bottas (Finlândia)
Toro Rosso Daniel Ricciardo (Austrália) Jean-Eric Vergne (França)
Caterham Charles Pic (França) Giedo Van der Garde (Holanda)
Marussia Max Chilton (Grã-Bretanha) Jules Bianchi (França)
Tabela
Data Local Autódromo
28/07 Hungria Hungaroring
25/08 Bélgica Spa-Francorchamps
08/09 Itália Monza
22/09 Cingapura Marina Bay
06/10 Coreia do Sul Yeongam
13/10 Japão Suzuka
27/10 Índia Buddh
03/11 Emirados Árabes Abu Dhabi
17/11 Estados Unidos Austin
24/11 Brasil Interlagos
  • Ferrari exibe carro mais arrojado - e sem o degrau no bico
  • Williams apresenta novo carro 'mais refinado' para 2013
  • Equipe Lotus já sonha em brigar pelo título em 2013
  • Fórmula 1: McLaren apresenta MP4-28 de olho em título
  • Red Bull apresenta o carro a ser batido em 2013
  • Mercedes apresenta W04 em Jerez e coloca carro na pista

(Com agência Gazeta Press)