Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rússia é excluída dos Jogos Paralímpicos de Inverno

Escândalo de doping já havia excluído o país da Paralimpíada do Rio de Janeiro

O esporte russo segue sendo abalado por escândalos de doping. Dias depois de a Rússia ser excluída dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, o Comitê Olímpico Russo anunciou nesta terça-feira que seus atletas também foram proibidos de participar dos Jogos Paralímpicos de Inverno, que acontecem em Pyeongchang, na Coreia do Sul, em 2018.

“A decisão tomada pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC), junto com o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, na sigla em francês), sobre a exclusão dos para-atletas russos dos Jogos Olímpicos da Rio-2016 também se estende aos Jogos Paralímpicos de Inverno, em 2018, em Pyeongchang”, diz a nota oficial publicada no site do comitê.

LEIA TAMBÉM
Doping na Rússia, uma política de Estado
Isinbayeva detona ‘funeral’ do atletismo: ‘Puramente político’
Levantamento de peso da Rússia é banido por doping

O comunicado, porém, critica o posicionamento do IPC e do TAS. “A decisão discrimina diversos para-atletas russos sem culpa nos casos de doping. Ataca também os esforços feitos pela sociedade e o Governo russo de melhorar a vida de milhares de pessoas deficientes na Rússia.”

Na semana passada, o Comitê Russo recorreu na Corte Federal Suíça contra a decisão do TAS pela suspensão nas Paralimpíadas. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, chegou a comentar o caso, classificando a punição como “cínica e imoral”.

Caso mantenha-se de fora da Paralimpíada do Rio, aproximadamente 260 para-atletas russos ficarão sem competir. Mesmo desfalcada, sobretudo no atletismo e em algumas outras modalidades, a Rússia terminou os Jogos Olímpicos deste ano na quarta colocação, com 36 medalhas de ouro.

(com Gazeta Press)