Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Rosberg vence na Austrália; Massa é atingido na largada

Daniel Ricciardo chegou em segundo lugar, mas acabou desclassificado por irregularidade técnica

Por Da Redação 16 mar 2014, 07h44

Atualizada às 11h10

A Mercedes confirmou o favoritismo na madrugada deste domingo e venceu na etapa de abertura da Fórmula 1. Mas o protagonista da corrida disputada em Melbourne, na Austrália, não foi o pole position Lewis Hamilton. O inglês foi superado logo na largada pelo companheiro Nico Rosberg, que não perdeu a posição até a bandeirada. O local Daniel Ricciardo colocou a Red Bull na segunda posição e o estreante Kevin Magnussen, da Dinamarca, devolveu a McLaren ao pódio. Ricciardo, contudo, perdeu o segundo lugar horas mais tarde, após a organização da prova o desclassificar por irregularidade técnica. O piloto foi acusado de “exceder consistentemente” o limite de fluxo de combustível de 100kg/h. Deste modo, o estreante Kevin Magnussen, da McLaren, assume a segunda colocação, enquanto seu companheiro de escuderia, Jenson Button, entra no pódio com o terceiro lugar. Com Ricciardo fora da segunda posilção, a Red Bull inicia o Mundial sem pontuar em uma corrida, algo que não ocorre desde o Grande Prêmio da Itália em 2012.

Felipe Massa teve sua estreia na Williams frustrada pelo japonês Kamui Kobayashi. Em seu retorno à F1, o piloto da Caterham acertou o carro do brasileiro em cheio logo após a saída e acabou com sua primeira corrida na nova equipe. Irritado, Massa cobrou punição ao japonês após deixar o carro. O brasileiro não escondeu a irritação ao deixar sua Williams na área de escape. “Eu estava largando bem. Eu não tenho a menor ideia do que ele tentou fazer. A gente tem que procurar a FIA para tentar punir isso, tem que ser investigado. O que ele fez é até perigoso. Tomei uma porrada na traseira muito forte. Não tenho o que falar, o carro estava em boa condição, eu poderia fazer uma boa corrida”, disse Massa, em entrevista à TV Globo.

Para o brasileiro, Kobayashi “não usou a cabeça”. “O problema foi que, sem dúvida, ele não usou a cabeça. Na pista não tem isso de amigo. Lá dentro tem a competição, não tem essa de amigo. E o Kobayashi acabou não usando a cabeça”, disse o piloto da Williams, referindo-se ao conhecido estilo imprudente do rival.

Apesar das reclamações de Massa, o japonês escapou de uma punição horas após o fim da corrida. Os comissários da prova absolveram Kobayashi porque constataram que a batida fora causada por uma falha técnica no carro do piloto. “O acidente foi causado por um problema técnico que estava completamente fora do controle do piloto”, explicaram os comissários.

A corrida – Fora da briga, o brasileiro viu o companheiro Valtteri Bottas se destacar nesta primeira prova da temporada. Tirando bom proveito do motor Mercedes, o finlandês acumulou boas ultrapassagens e nem mesmo um toque na Ferrari de Fernando Alonso tirou seu ânimo. Após parar nos boxes para trocar um pneu furado, fez corrida de recuperação e terminou em sexto colocado, dando os primeiros pontos à Williams em 2014.

Continua após a publicidade

Bottas teve bom destaque na corrida graças ao bom desempenho do carro da equipe britânica e também em razão da ausência de alguns dos favoritos. Como era esperado, muitos carros não conseguiram completar a prova, em razão de problemas já verificados nos testes da pré-temporada. Hamilton abandonou na quarta volta, enquanto o atual tetracampeão Sebastian Vettel deixou a disputa no terceiro giro.

Na lista dos abandonos, a Lotus era a maior aposta, confirmada neste domingo. Romain Grosjean largou dos boxes, enquanto Pastor Maldonado saiu do último lugar. O piloto francês chegou a completar 43 voltas. O venezuelano fez 29. Mas ambos não chegaram ao fim da corrida.

Enquanto a Lotus lutava para seguir na pista, os carros da McLaren brilhavam neste domingo. Além do pódio de Magnussen, a equipe teve o inglês Jenson Button na quarta colocação, o que valeu ao time a liderança do Mundial de Construtores ao fim desta primeira etapa do ano. O resultado marca grande reviravolta na McLaren, que teve ano para esquecer em 2013.

Mais discreta, a Ferrari pouco brilhou neste domingo e obteve o quinto lugar, com Alonso, e o oitavo, com o finlandês Kimi Raikkonen. A festa acabou sendo mesmo dos jovens Rosberg, Ricciardo, que faturou seu primeiro pódio na F1, e do estreante Magnussen. Entre os outros que também estrearam na categoria, o russo Danill Kvyat terminou em 10º e o sueco MarcusEricsson não completou a prova.

A segunda etapa da temporada 2014 será disputada na Malásia, no circuito de Kuala Lumpur, no dia 30 de março.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade