Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rosberg fecha dia como o mais rápido em SP. Massa é 6º

Alemão da Mercedes voltou a superar o companheiro de equipe Lewis Hamilton na segunda sessão de treinos livres em Interlagos. Raikkonen fica em terceiro

Agenda da F1 em SP

Sábado, dia 8

11h-12h00: Terceiro treino livre

14 horas: Treino de classificação

Domingo, dia 9

14 horas: Largada da corrida

O domínio das Mercedes foi mantido na segunda sessão de treinos livres para o Grande Prêmio do Brasil, realizada na tarde desta sexta-feira. Repetindo o bom desempenho dos primeiros treinos, pela manhã, o alemão Nico Rosberg liderou a tomada de tempos. Já o brasileiro Felipe Massa acabou sendo superado pelo finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro na Williams, em um treino atípico, com três bandeiras vermelhas. Ainda com chances matemáticas de conquistar o título, Rosberg, líder da primeira sessão, manteve a ponta em São Paulo com o tempo de 1min12s123. O britânico Lewis Hamilton, companheiro do alemão na Mercedes, foi o segundo, com 1min12s336. O também finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, 1min12s696, ficou em terceiro.

Leia também:

Confiante, Nasr não teme a crise na F1: ‘Estou 100% pronto’

Rosberg lidera primeiro treino em Interlagos; Massa é quinto

Massa se empolga com Williams e planeja vitórias em 2015

Falida, Marussia dispensa funcionários e encerra atividades

Substituído pelo brasileiro Felipe Nasr na primeira sessão, Valtteri Bottas voltou ao volante de sua Williams e terminou na quinta colocação, logo atrás do australiano Daniel Ricciardo. Com isso, o jovem piloto, que faz ótima temporada, superou Felipe Massa, que fechou o dia em sexto. Pouco mais de dez minutos depois do início da sessão, o francês Jean-Eric Vergne parou seu carro na curva 4, fazendo com que o treino ficasse sob bandeira vermelha. O piloto, substituído pelo holandês Max Verstappen na primeira atividade, conseguiu completar apenas cinco voltas pela Toro Rosso. A 25 minutos do final do treino, o espanhol Fernando Alonso parou sua Ferrari com a parte traseira em chamas logo depois de sair da curva 3, causando mais uma bandeira vermelha. O piloto deixou o carro rapidamente e, numa cena inusitada, usou um extintor para controlar o fogo por conta própria.

#RedFlag as flames come from the rear of Fernando Alonso’s @InsideFerrari car #FP2 #BrazilGP #F1 pic.twitter.com/uDsrsaGDqO

– Formula1.com (@F1) 7 novembro 2014

Com problemas em sua Sauber, o mexicano Esteban Gutierrez não marcou tempo na primeira sessão e ainda provocou mais uma bandeira vermelha ao parar na pista a 14 minutos do final. O britânico Jenson Button, que também passou em branco pela manhã, foi apenas o penúltimo à tarde pela McLaren. As atividades realizadas nesta sexta-feira serviram para testar as reformas promovidas no Autódromo de Interlagos para a edição de 2014 da etapa brasileira da Fórmula 1. O recapeamento da pista causou certa falta de aderência, mas a tendência é de melhora à medida em que os pilotos intensificam suas atividades de preparação e ajustes para a corrida de domingo.

Há previsão de chuva para o final de semana em São Paulo, cidade que vem sofrendo com o clima seco nos últimos meses. Os dois primeiros treinos livres, no entanto, foram realizados sob calor – na segunda sessão, a temperatura no autódromo chegou perto dos 30 graus. A Marussia e a Caterham, em profunda crise financeira, não participarão do Grande Prêmio do Brasil. Assim, apenas dezoito pilotos foram à pista de Interlagos, algo que já havia ocorrido no Grande Prêmio dos Estados Unidos, disputado no final de semana passado, em Austin. O terceiro e último treino livre, com apenas 60 minutos de duração, está marcado para as 11 horas (de Brasília) de sábado. Às 14 horas acontece a tomada de tempos classificatória para a definição do grid. A largada para o Grande Prêmio do Brasil será dada às 14 horas de domingo.

(Com agência Gazeta Press)