Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Ronaldo ‘renega’ golaço e é chamado de traidor em Barcelona

Ex-jogador brasileiro enfureceu a torcida catalã ao dizer que gostaria de ter marcado o golaço diante do Compostela com a camisa do rival Real Madrid

Por da redação Atualizado em 27 out 2016, 16h49 - Publicado em 27 out 2016, 16h19

O clima no Camp Nou não está nada bom. Enquanto toda a Espanha ainda repercute o episódio da garrafada em Neymar e uma suposta perseguição da liga espanhola contra o Barcelona, o ex-atacante Ronaldo enfureceu ainda mais os torcedores da equipe catalã ao “renegar” seu passado no clube. O brasileiro comentou sobre o gol mais bonito de sua carreira e surpreendeu ao dizer que gostaria de tê-lo marcado com a camisa do rival Real Madrid.

Ronaldo e Barcelona viveram uma paixão tão intensa quanto breve. Ele jogou apenas a temporada 1996/1996 na Catalunha, no auge de sua forma física e técnica, aos 20 anos. Foi com a camisa azul e grená que o brasileiro marcou o gol mais impressionante de sua carreira, diante do Compostela, pouco antes de ser vendido à Inter de Milão, insatisfeito com a diretoria catalã. Ronaldo só retornou à Espanha em 2002, para atuar cinco anos pelo eterno inimigo Real Madrid – por quem sempre disse ter criado laços mais fortes.

O golaço marcado contra o Compostela recentemente completou 20 anos e, apesar da identificação com o Real Madrid, o Barcelona fez questão de recordar o tento histórico em suas redes sociais. Ronaldo, porém, desprezou o seu passado na Catalunha. “Foi um gol muito especial, uma demonstração de força e técnica. Persisti muitíssimo no lance. Foi um gol muito bonito, mas gostaria de tê-lo marcado com a camiseta do Real Madrid”, disse, em entrevista ao programa Minuto Zero, da emissora Movistar +, na noite desta quinta-feira.

Obviamente, a declaração pegou muito mal na Catalunha. Diversos torcedores ironizaram, dizendo que gostariam que outro jogador tivesse feito esse gol com a camisa do Barcelona. O jornalista Lluís Mascaró, do diário Sport, dedicou um artigo especial à “ingratidão” do brasileiro, intitulado “O gordo Ronaldo, outro traidor.” “É o que acontece com os jogadores mercenários. Que não sentem as cores de nenhuma equipe. Só vivem por e para o dinheiro”, escreveu, entre outras duras alfinetadas.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)